• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 histórias terríveis de empalamentos da vida real

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      21/08/18 às 18h54

Existem coisas que associamos a determinados espaços de tempo, e com certeza a empalamento é uma delas. Muito vinculado a um passado remoto. Ele consiste em um método de tortura e execução que trata-se de enfiar uma estaca para que ela atravesse o corpo da pessoa torturada.

Só de pensar na possibilidade de ser empalado já dá pra sentir uma agonia mental. E por mais que não estejamos mais na Idade Média, algumas ocorrências de empalamentos foram registradas em situações bastante casuais. Essas pessoas viveram essa experiência e com certeza não foi a melhor que tiveram. Se você tem estômago fraco prepare-o para conhecer essas histórias.

1 - Queda de prédio

Uma menina de 17 anos teve um caso bem curioso que aconteceu no distrito de Saran, em Bihar. Ela estava no telhado de um prédio em construção e caiu do edifício. Só isso já seria assustador o suficiente, mas a menina aterrissou em três barras de ferro. Elas atravessaram o corpo da garota.

As barras foram tiradas do cimento pelos socorristas, e a menina levada para o Hospital Ruban Patliputra. Ela ficou com as barras atravessadas no corpo cerca de 10 a 12 horas. Felizmente elas não atingiram nenhum órgão vital, e os médicos conseguiram removê-las deixando a menina viva após a cirurgia.

2 - Pokemon Go

Mexer no celular enquanto anda na rua se tornou um hábito das pessoas, mas tem que se ter um certo cuidado. Quando o jogo de captura de pokémons estava no auge, as pessoas não saíam do celular e se colocavam em situação de risco para capturar os animaizinhos.

A vontade de ter um pokémon que ninguém tivesse fez um jogador entrar no Estádio Olímpico de Estocolmo e, sem ver para onde estava indo ficou empalado pela coxa em uma cerca de metal. Os paramédicos foram chamados e deram uma injeção de morfina no homem porque a cerca que o empalou era alta e eles precisavam levantá-lo de lá para que ele fosse levado ao hospital. Felizmente esse foi outro caso que acabou bem depois da cirurgia.

3 - Trancado para fora

Quem nunca chegou em casa e percebeu que tinha esquecido as chaves? A coisa normal a se fazer nessa situação é ligar para um chaveiro, mas não foi isso que Li Jen fez. Ao invés de gastar dinheiro fazendo outra chave, ele preferiu subir na lateral do prédio até chegar na sua varanda. Mas o chinês escorregou e acabou caindo de uma altura de 15 metros.

Talvez a "sorte" dele foi que ele não caiu no chão. Ele aterrissou em um poste que teve que ser cortado para que ele pudesse chegar ao hospital e os médicos o tirassem de dentro dele. A cirurgia de Li Jen demorou três horas e o poste não atingiu nenhum órgão vital.

4 - Bola no vizinho

Jogar bola é legal, mas quando ela cai na casa daquele vizinho chato é sempre um perrengue para pegar. Na tentativa de não incomodar o vizinho, Josh Hassan, de 12 anos, subiu na cerca para ver onde sua bola tinha ido parar. Mas ele escorregou e a cerca, pontuda como uma flecha, acabou empalando o menino.

Quando sua mãe ouviu os gritos do filho foi correndo para socorrê-lo e ligou para os bombeiros. Assim como nos outros casos, a cerca teve de ser cortada e Josh foi levado ao hospital. Por sorte a cerca errou o coração do garoto por menos de oito centímetros.

5 - Peixe monstro

Pescaria às vezes pode não ser um hobby dos mais tranquilos. Stephen Schultz estava pescando no Panamá com sua família e tinha como objetivo capturar um peixe monstro que tinha em seu anzol por 25 minutos. O que ele não esperava era que o peixe pulasse em seu barco e o empalasse no rosto.

O peixe era um marlin, que são aqueles cuja mandíbula superior é em forma de bico. Ele empalou Stephen na bochecha e na cavidade nasal. O americano foi levado ao hospital e conseguiu escapar do incidente com ferimentos leves e sem nenhuma cicatriz.

6 - Trabalho perigoso

Esse caso de empalamento aconteceu em Idaho com Justin Firth. Ele estava em um dia de trabalho comum quando do nada sentiu uma pressão nas costas. Quando ele olhou para baixo, viu que tinha um espinho saindo do seu estômago.

Como todos os casos, as pessoas que os presenciaram ligaram para a emergência, mas dessa vez os socorristas não tinham os equipamentos necessários para tirar Josh. Foi então que os colegas de trabalho usaram um tocha para cortar o espigão que tinha atravessado o colega. Tirando o fato de os paramédicos não terem os equipamentos, o resto teve um final feliz porque nenhum órgão vital foi atingido.

7 - Dia de praia

Ninguém associa praia com algo negativo. Você vai para lá com o intuito de relaxar e curtir o dia sozinho ou com os amigos. Esse era o pensamento da britânica Margaret Reynolds de 67 anos. Mas uma rajada de vento mudou seus planos.

Quando o vento soprou, um guarda-sol foi na direção dela e a empalou no tornozelo. Pessoas usaram um cortador de parafusos para libertá-la e ela foi levada para o hospital. Sua cirurgia foi simples e ela tirou o pedaço do guarda-sol que estava preso em seu tornozelo.

Próxima Matéria
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+