• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 razões para se preocupar com X-Men: Fênix Negra

POR Gabi Noronha    EM Fatos Nerd      28/09/18 às 17h13

O primeiro trailer de X-Men: Fênix Negra enfim foi divulgado. Com situação semelhante a Liga da Justiça, a produção do filme foi rodeada por boatos e problemas nos bastidores. Teve roteiro alterado, estreia adiada, refilmagens além da conta e chegou a ser retirado da lista de lançamentos da 21st Century Fox. Para completar a onda de azar, a negociação da venda do estúdio foi concluída. Com os mutantes de mudança marcada, muitas pessoas acreditavam que o filme nem seria liberado.

Se por um lado há pessoas curiosas para conferir o resultado do trabalho de Simon Kenberg, do outro há apenas desespero e lamentos. Agora que a Marvel Studios readquiriu os direitos de X-Men, a reinicialização da franquia é apenas uma questão de tempo. Muito provável que os mutantes deverão ser introduzidos no MCU na transição da Fase 4 para a 5. Entretanto, até isso acontecer, os fãs terão de se contentar com a última aventura comandada pela Fox. A seguir, separamos algumas razões para se preocupar com esse fim.

1 - Uniformes

O sonho de ver os X-Men com seus uniformes clássicos dos quadrinhos ou mesmo das animações existe desde o primeiro filme. No lugar, tivemos colantes pretos. Naquela época, era até compreensível. Os super-heróis estavam voltando ao cinema e ninguém queria assustar o público. Depois de bastante sucesso, porém, nada mudou muito. Em Primeira Classe, os uniformes mudaram um pouco e foi o mais perto que chegamos dos clássicos, tendo alguns retoques para Apocalipse. Mas depois do trailer liberado, vemos que houve uma regressão do vestiário. Os trajes parecem ter sido feitos às pressas e, à primeira vista, não parecem estar ajustados aos corpos dos personagens. Sem contar a textura e as cores que parecem coisa de amador.

2 - Visual capenga

Sério, parece que todas as tomadas externas do filme foram gravadas em um quarteirão de um bairro qualquer. Mesmo com milhões de dólares dentro do orçamento, a equipe de produção não conseguiu trabalhar cenografia e o figurino. A ambientação parece inconsistente, ora no Instituto, ora no espaço, ora em um subúrbio qualquer. A cena mostrada à noite, assemelha a gravações feitas por estudantes de cinema para algum projeto independente. O estilo visual é simples até demais.

3 - Promessa de "mais realismo"

O diretor Simon Kinberg disse que X-Men: Fênix Negra será um filme mais "pé no chão". A história será mais focada nos personagens e no desenvolvimento de cada um ao lidar com um conflito maior. Essa parte é compreensível, ainda mais pelo fato de abordarem (ou tentarem) o envolvimento da Jean com a Força Fênix. O problema está em como ele contará a história de mutantes superpoderosos tendo de enfrentar uma pessoa possuída por certa entidade de poderes absurdos e descontrolada, mantendo o realismo da situação. Trabalhar o drama e a dor interna de Jean durante seu processo de transformação é essencial. No entanto, isso também não pode ocorrer sem muita destruição e caos. Mas, tudo indica que haverá mais conversas que fogo.

4 - Jessica Chastain provavelmente será desperdiçada

As pessoas que conhecem o trabalho de Jessica Chastain chegaram a ficar chateados quando ela foi confirmada como a suposta vilã do filme. A atriz está entre a elite de Hollywood e vê-la em uma produção de super-herói seria interessante de conferir. Contudo, assim como a Marvel Studios também fez alguns vezes, o trailer passa a sensação de que ela será desperdiçada na história. Até porque, se pegarmos o passado da própria franquia, vemos que isso é padrão. Em X-Men: Apocalipse, por exemplo, Oscar Isaac quase não teve vez. Tudo indica que o hábito não mudou.

5 - Confirmação dos problemas

A produção de X-Men: Fênix Negra foi cercado de vários rumores. Eles foram intensificados quando as refilmagens tiveram início. Havia boatos sobre a morte de um personagem importante, de que o roteiro estava tão ruim quanto o último filme da trilogia original e que os mutantes se dividiriam. O trailer serviu para confirmar algumas dessas suspeitas. Apesar das refilmagens poderem trocar partes da história, isso também serve para comprovar o quanto a situação em volta do filme está problemática.

6 - Mística não perde o protagonismo

Quando Primeira Classe chagou aos cinemas, Jennifer Lawrence era a atual queridinha de Hollywood. Estava em pelo menos dois filmes por ano e roubando Oscar de velhinhas. Por isso, quando ela aceitou viver Mística em X-Men, logo deram destaque para sua personagem. O problema foi que erraram na dosagem. Veja bem, ela se tornou a pessoa de confiança do Professor Xavier e ainda chegou a liderar a equipe. A expressão "livremente baseado" nunca fez tanto sentido dentro da franquia. E pelo jeito, em Fênix Negra, as coisas não mudaram.

7 - Confronto Final Parte II

Impressionante como o diretor Simon Kinberg parece ter pagado diversos elementos de X-Men: O Confronto Final. A transformação de Jean na Fênix Negra, a briga para se manter no controle do próprio corpo, a dúvida entre os amigos, a culpa de Xavier e tantos outros. Se Kinberg desejava tanto adaptar a saga da Fênix, poderia ter se inspirado nos quadrinhos ao invés da bomba de 2006. De qualquer forma, ainda há esperanças de um bom filme.




Matérias selecionadas especialmente para você

Via   WC  
Gabi Noronha
Resumindo, é basicamente isso! Mais aventuras em Instagram: @gabinoronhaf
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+