• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 tesouros brasileiros que até hoje não foram encontrados

POR Bruno Destéfano    EM Curiosidades      19/06/19 às 16h18

A América Latina já foi um dos territórios mais promissores na corrida pelo ouro. A Espanha se beneficiou amplamente de suas colônias durante os séculos XVI e XVII, enquanto Portugal explorou-as a partir de 1700. Nessas circunstâncias, muitos indivíduos adentraram o estado de Minas Gerais para extrair ouro, chegando ao esgotamento de minérios da região. Os recursos definitivamente eram limitados e os exploradores perceberam isso da pior maneira. No século 20, novas minas foram localizadas e a extração de ouro tornou-se uma possibilidade na vida de muitos brasileiros. Mais uma vez, a exploração predatória levou à exaustão dos locais e os garimpeiros começaram a buscar diferentes atividades econômicas. É impressionante como a ambição humana gera consequências imediatas, não é? Apesar das explorações exaustivas, existem tesouros brasileiros que até hoje não foram encontrados.

Ao longo dos anos, tesouros perdidos têm sido o alvo-mor de turistas. Alguns até mesmo dedicam suas vidas para as empreitadas, na esperança de se tornarem milionários (como se não bastassem todas as explorações históricas). Tesouros de piratas estão supostamente espalhados pelo mundo e ninguém conhece a localização.

1- Tesouro de Zulmiro

Um túnel de Curitiba (PR) levaria ao tesouro escondido por Zulmiro, nome que o pirata William Salmers teria adotado após fixar residência no final do século 19. Registros mostram que muita gente se empenhou na busca pelas preciosidades. Além da dificuldade em localizá-las, as lendas predizem que os tesouros são vigiados por um fantasma. Esse é um dos tesouros brasileiros que até hoje não foram encontrados.

2- A cidade dourada

Acredita-se que a Amazônia não só esconderia um tesouro dentro de baús, mas uma cidade inteira, que teria sido habitada por uma antiga civilização. Na década de 1920, o britânico Percy Fawcett se aventurou pela floresta com o objetivo de encontrar as ruínas. No entanto, ele fora consumido pela própria natureza. A história, inclusive, já virou material para livro e filme: Z, A Cidade Perdida.

3- Tesouro dos jesuítas

Uma espécie de formação rochosa serviria de esconderijo para um tesouro guardado por padres jesuítas. Estes teriam ocultado seus bens preciosos após sofrerem ataques dos índios que tentavam converter ao cristianismo. Cartas enviadas para autoridades portuguesas comprovam que realmente alguma coisa estranha aconteceu em Laranja da Terra, município do Espírito Santo. Entretanto, ninguém sabe exatamente do que se trata o tesouro. Esse é um dos tesouros brasileiros que até hoje não foram encontrados.

4- A busca de Hitler

Hitler não morrera em 1945, mas teria fugido para a América do Sul. Depois de passar pela Argentina e Paraguai, aparentemente fixara-se em Mato Grosso. O que foi fazer no ali? Bom, de acordo com Simoni Renee Guerreiro Dias, ele estava à procura de um tesouro escondido. Todas as instruções constavam em um mapa que ganhara do Vaticano. Parece uma teoria da conspiração, não é? Dias defende-a com unhas e dentes.

5- Garrafa com ouro em pó

Existem relatos de que uma garrafa, repleta de pó de ouro, está escondida em alguma ribanceira da Estrada Real. A região, localizada em Pitangui, em Minas Gerais, era o caminho por onde passava boa parte das riquezas do país. A garrafa teria sido manuseada pelo garimpeiro João Antonio com a intenção de evitar que os bandoleiros roubassem-na.

6- Tesouro de Trindade

Pelo visto, tesouros teriam sido escondidos por piratas na distante Ilha da Trindade, pertencente ao Arquipélago de Trindade e Martim Vaz (parte mais oriental do território brasileiro). Seu conteúdo constitui-se em uma fortuna de ouro e pedras preciosas. Todas elas seriam parte das riquezas usurpadas de Lima, no Peru, durante a guerra da independência em 1821. Esse é um dos tesouros brasileiros que até hoje não foram encontrados.

7- Tesouro de Rondon

Uma das histórias mais curiosas, e pouco conhecidas, é a lenda do tesouro no antigo posto telegráfico de Vilhena, em Rondônia. De acordo com o primeiro prefeito eleito do município, Vitório Abrão, o lugar tornara-se famoso depois que um índio espalhou sobre Marechal Cândido Rondon.

"Quando eu ouvi essa conversa, fui lá a noite e encontrei vários lampiões acessos por todo canto, com várias pessoas escavando. Tinha buraco de até oito metros de profundidade. Quem vivia lá era o indígena Marciano Zonoece e a família, que haviam acompanhado a expedição de Rondon", lembra Abrão ao G1. Supostamente, o Marechal havia enterrado ouro no quintal da propriedade.

Próxima Matéria
Bruno Destéfano
Escritor, fotógrafo e jornalista // Deixe que o conhecimento te revolucione de dentro para fora.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+