Curiosidades

8 desenhos que mostram como crianças traumatizadas veem o mundo

0

Crianças, geralmente, são uma fonte de amor e inocência e que exigem o cuidado e carinho dos pais e das pessoas que as cercam. Mas nem sempre todas as crianças têm esse privilégio e conseguem ter uma infância normal ou sem eventos que as traumatizem.

Existem crianças que tentam entrar com seus pais em países mais desenvolvidos para tentar uma vida melhor, como é o caso de muitas pessoas que tentam ir para os EUA. Mas o novo presidente fez uma política de tolerância zero que separa as famílias migrantes na fronteira dos EUA com o México. E depois de somente seis semanas, mais de 2.600 crianças foram tiradas de seus pais, ou dos adultos que tentaram levá-las para o país.

O trauma psicológico que essas crianças estão sofrendo provavelmente irá acompanhá-las por toda sua vida. E descobrir o trauma sofrido pelas crianças pode ser bastante difícil porque nem sempre elas dizem o que estão sentindo. Por várias décadas, o Comitê Internacional de Resgate (IRC) trabalhou com dezenas de milhares de crianças que sofreram o que eles chamam de estresse tóxico. Em alguns casos, o IRC usou o desenho para ajudar as crianças a se abrirem e para que elas pudessem mostrar o que estavam sentindo e processar o trauma. “Ao longo das décadas, as crianças estão expressando o trauma da violência de maneiras muito semelhantes”, diz Sarah Smith, diretora sênior de educação do IRC. Segundo ela, os desenhos mostram como as crianças precisam de apoio psicológico e social. Listamos aqui alguns desses desenhos.

#1

Esse desenho foi feito por uma criança que atuou como ex-soldado em Uganda, em 2002. O Exército de Resistência do Senhor sequestrou mais de 30.000 crianças para que servissem como crianças-soldados no período da guerra de 20 anos com o governo de Uganda.

#2

O IRC trabalhou com as crianças, quando o Exército de Resistência do Senhor estava no seu auge do terror. Esse desenho foi feito também por uma ex-criança-soldado em Uganda, no ano de 2002.

#3

Em 2017, o IRC conversou com os menores desacompanhados que estavam no campo de refugiados de Azraq, na Jordânia, e que acolheu mais de um milhão de refugiados sírios.

#4

Entre 1991 a 2002, Serra Leoa sofreu uma guerra civil onde as crianças constituíam 50% da força de combate rebelde e um quarto das forças do governo. Esse desenho foi feito por ex-crianças-soldados que foram transferidas para os centros de atendimento do IRC e lá eles expressaram suas experiências em desenho.

#5

Esse é o desenho de uma menina síria de 16 anos que fugiu para a Jordânia com seus três irmãos, depois que um bombardeio matou seus pais e sua irmã. Ela passou três meses na área de acampamento infantil do IRC e depois se reuniu com seus avós. “Um par de dias atrás, meu irmão me disse que ele sonhava com o bombardeio. Então eu desenhei ele, como ele está dormindo e sonhando com o bombardeio. Eu mostrei a ele a pintura e ele começou a rir de mim; ele me disse que esse não era o sonho dele. O sonho dele era mais intenso”, disse a menina.

#6

Esse é o desenho de uma criança do Camboja em 1979 e que tem o título de “Papai não vai à guerra”. O IRC ofereceu ajuda no fim da década de 1970 para os refugiados indochineses.

#7

Esse foi um desenho feito por volta de 2001 por uma criança de Serra Leoa.

#8

Em 1979, esse desenho feito por uma criança de 12 anos de idade chamada Zana, do Camboja, foi intitulado de “Nascida para sofrer”.

7 personagens da Marvel que podem ser Skrulls disfarçados

Matéria anterior

Escola demite seguranças e contrata professores de arte para diminuir a violência

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.