Inegavelmente, os sanduíches das redes de fast foods são saborosíssimos. As carnes, as fritas, os molhos... Tudo é muito gostoso. Mas você sabia que os hamburgers mais comuns dessas redes têm apenas 10% de carne normal? O resto é a tal da "carne mecanicamente separada", que você vai entender daqui à pouco do que se trata.

Você se sente muito saciado depois de mandar um sanduíche desses McDonald's da vida? Deve ser por conta da quantidade de produtos derivados do petróleo que são usados em algumas bebidas e para aumentar o prazo de consumo de alguns ingredientes do seu lanche.

Você que não faz ideia do que estamos falando ou já ouviu falar dessas coisas e quer saber mais, conheça 8 ingredientes usados em larga escala pelas redes de fast food que vão te fazer entrar na dieta amanhã!

1- Batatas fritas

fritas

Em janeiro do ano passado, o McDonald's divulgou que sua bata frita leva 14 ingredientes. Entre eles estão aditivos à base de petróleo como dimetilpolissiloxano (um tipo de silicone não tóxico usado para evitar que se forme espuma no óleo durante a fritura) e butilhidroquinona (TBHQ), um antioxidante que preserva o alimento.

2- Sulfato de amônia

-Sulfato-do-am-nio-NH4-2so4-como-o-fertilizante

Publicidade
continue a leitura

Este ingrediente é obtido a partir da queima de carvão ou em aberturas vulcânicas. É um composto usado como fertilizante para solos alcalinos, embora seja usado também como com complemento do fermento.

3- A carne

Peter_Augustus_Nuggets_03

A carne "mecanicamente sepada", usada para os hamburguers e nuggets, é os resquícios que sobram da desossa. Eles são recolhidos por uma máquina para depois serem condimentados e virarem hamburger, que nem é grelhado de verdade. Aquelas marcas de grill são colocadas pelo fabricante. Todo o resto do animal que não é comercializável (vísceras, cartilagens, órgãos e tecidos), vira carne processada.

4- Dióxido de silício

Dioxido_Titanio_y_Silicio

A sílica é usada na produção de vidro, fibra óptica, cerâmica e cimento. Os fast foods usam a utilizam no processamento de carnes moídas e frangos desfiados.

Publicidade
continue a leitura

5- Dióxido de enxofre

Dióxido-de-Enxofre

Parece crack, mas é dióxido de enxofre. O dióxido de enxofre também é usado na conservação dos alimentos, para que não escureçam ou apresentem manchas marrons. É encontrado em bebidas e nas frutas e vegetais oferecidos por algumas redes.

6- Hidroquinona

Tudo-sobre-hidroquinona-2

Hidroquinona, ou TBHQ, também é um antioxidante derivado do petróleo e é comumente encontrada em cosméticos.  5g deste composto são suficientes para matar alguém. Ainda que não sejam usados em escala que seja instantaneamente prejudicial, pode ser danoso a longo prazo.

Publicidade
continue a leitura

7- Celulose

n_celulose__16906

Além de ser o mais famoso ingrediente do papel, a celulose é usada para acrescentar fibras e baratear a produção de queijos e molhos de saladas.

8- L-cisteína

est7

A L-cisteína é utilizada para amaciar massas. Até algum tempo na indústria alimentícia, ela era extraída das penas de aves. Mas descobriram que a L-cisteína extraída do cabelo humano era mais apetecível.

Então, sim, amiguinhos. Quando pedimos aquele hamburger com fritas e refrigerante estamos consumindo sem ver todas essas coisas derivadas de petróleo, areia, madeira, cabelo humano e vísceras de animais. Vai um quarteirão com queijo aí?

Publicado em: 11/03/16 19h12