• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


9 coisas simples que te mandariam para a fogueira no período da Inquisição

POR PH Mota    EM Entretenimento      31/10/16 às 18h59

No mundo em que vivemos hoje, as bruxas são apenas figuras do entretenimento e motivos para que as pessoas façam festas de Halloween. Graças à bruxaria, hoje Harry Potter é um dos maiores ícones de nossa cultura e continua a conquistar novos fãs.

A partir da Idade Média até o fim do século 17, entretanto, a figura das bruxas não era vista com tanto carinho como hoje em dia. Em 1692, em Salem, Massachusetts, ocorreram os últimos julgamentos por causa de crimes de bruxaria. Na ocasião, cerca de 150 pessoas foram acusadas e ao menos 20 delas mortas.

Hoje em dia, crimes de bruxaria não existem mais e o que antes era julgado como motivo para colocar alguém na fogueira, hoje é visto como comportamento trivial. Entenda algumas das práticas simples que poderiam levar alguém para a morte por causa de bruxaria.

1 - Ser mulher

1

Na época medieval, se você era mulher, já era alvo em potencial de acusação de bruxaria. O aspecto feminino era frequentemente associado à bruxaria e, por milhares de ano, era extremamente comum acreditar que mulheres eram muito mais ligadas ao pecado do que o homem. Se a mulher estivesse em grupos sem nenhum homens, então, com certeza as suspeitas seriam ainda maiores.

2 - Ser pobre

2

Os pobres e sem teto estavam entre os mais vulneráveis e acusados de bruxaria na sociedade. Em 1692, Sarah Good estava entre as bruxas mais desprezadas de Salem por conta de seus vizinhos, que não gostavam de sua atitude passando de casa em casa implorando por porções de comida.

3 - Ser rico

3

Se ser pobre representava riscos, ser rico não te deixava muito mais protegida. Mulheres consideradas muito ricas, vivendo sem nenhum suporte financeiro de algum homem eram consideradas muito suspeitas. Elas frequentemente viviam isoladas da comunidade até que eram presas ou levadas para julgamento. De 1620 a 1725, as mulheres sem irmãos ou filhos formavam 89% das executadas por bruxaria em New England.

4 - Ter uma discussão

4

Naquela época, as acusações não precisavam de muito fundamento para serem levadas a sério. Qualquer um podia chegar acusando um desafeto com quem teve uma discussão e ela seria levada a sério. Se você brigava com alguém que decidia te acusar de bruxaria, você poderia ser julgada só por uma simples discussão.

5 - Ser velho

5

As mulheres mais velhas eram muito suscetíveis a acusações de bruxaria. Aos 70 anos, Rebecca Nurse foi acusada por seus vizinhos e se tornou a mulher mais velha a ser julgada e condenada por ser uma bruxa.

6 - Ser jovem

6

Já vimos que as coisas eram difíceis para as mais velhas, mas não ficavam mais fáceis só por estar longe da idade avançada. Com apenas 4 anos, Dorothy Goode foi aprisionada por nove meses, depois de confessar ser bruxa. A experiência na prisão deixou Dorothy louca para o resto de sua vida.

7 - Ter muitos filhos

7

Mulheres que tinham uma família com vários filhos acabavam chamando a atenção dos vizinhos, supostamente por conta da fertilidade atribuída à magia negra. Qualquer pessoa que tivesse dificuldade para ter filhos já enxergava a vizinha com uma grande prole de bruxaria.

8 - Ter poucos ou nenhum filho

8

Já ficou bem claro que tudo que as pessoas precisavam é de uma desculpa para acusar as outras de bruxaria, né? Do mesmo jeito que as mulheres com muito filhos eram acusadas, as que não tinham nenhum também eram. Qualquer aspecto que provocava a inveja dos vizinhos podia ser ligado a uma maldição e terminar com a morte na fogueira.

9 - Desrespeitar regras da bíblia

9

Podemos citar só algumas delas como, não usar cabelos com tranças, não fazer cortes de cabelo arredondados, não vestir roupas feita de mais um tipo de tecido, tocar porcos, não plantar mais que um tipo de semente por plantação e não fazer atividades no sábado, como comércio ou viagem.

Será que você escaparia da fogueira em condições tão radicais assim?

Próxima Matéria
PH Mota
Jornalista que é um encontro Monty Python e A Praça É Nossa.
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+