Em 2001 ninguém esperava que uma das maiores franquias de filmes de ação seria lançada. “Velozes e Furiosos” parecia apenas mais um filme de ação com carros que envolvia cenas mentirosas, mas ele foi um pouco além. No ano de 2015 tivemos o sétimo filme de franquia e já tivemos informações de que a franquia terá pelo menos 10 filmes, ou seja, os fãs podem esperar mais três filmes antes de começar a chorarem pelo fim da série.

Todos os filmes acontecem no mesmo universo onde temos o Brian O’Conner (Paul Walker) que se infiltra no mundo das corridas clandestinas para encontrar grande criminosos. Durante o caminho ele acaba se apaixonando por Mia (Jordana Brewster) e tem como amigo Dominic Toretto (Vin Diesel). Muita coisa acontece durante 7 filmes e provavelmente você vai ter alguns spoilers durante a matéria.

A Fatos Desconhecidos separou 9 fatos incrivelmente curiosos sobre a franquia “Velozes e Furiosos”:

1- Menos CGI mais carros reais

Velozes e Furiosos

Antes que alguém pergunte, o CGI são os efeitos especiais que utilizam computação gráfica em filmes, geralmente onde estão aqueles famosos panos verdes ou azuis. Com “Velozes e Furiosos” não foi diferente, principalmente no segundo filme onde foi utilizada muita computação gráfica. Paul Walker, falecido em 2013, dizia que sempre buscava mais cenas sem CGI e no oitavo filme da franquia, em forma de homenagem e atendendo suas expectativas, eles vão tentar usar o mínimo de CGI, principalmente nas cenas com carros.

2- A morte de Paul Walker

Velozes e Furiosos

Publicidade
continue a leitura

Em 2013, Paul Walker morreu em um acidente de carro. Milhares de fãs fizeram homenagens para o ator e muitos não queriam acreditar que isso realmente estava acontecendo. Além da morte do ator, existia outro grande problema: “Velozes e Furiosos 7” estava com apenas uma parte filmada. Muito foi discutido e algumas pessoas até estavam pensando em parar o filme, mas não foi isso que aconteceu. Para deixar Paul vivo no papel de Brian, eles utilizaram vários efeitos visuais, cenas de outros filmes e até mesmo dublês de corpos e do rosto com irmãos de Paul. O resultado foi satisfatório e o filme teve uma das maiores bilheterias do cinema.

3- O assalto ao trem

Em “Velozes e Furioso 5” existe uma cena épica que deixou muito fã com a pulga atrás da orelha. Nela, os protagonistas tentam assaltar um trem em movimento e por incrível que pareça, nessa cena não foi utilizado CGI. Outro dado interessante é que apenas essa cena custou 25 milhões de dólares.

4- Atrizes sem habilitação

Velozes e Furiosos

Pode parecer piada, mas as atrizes Michelle Rodriguez e Jordana Crewster, que interpretavam Mia e Letty respectivamente, não tinham quase nada de experiência com direção. Sim pessoal, mulheres que dirigiram carros super potentes nos filmes não sabiam muito bem qual era o freio e o acelerador. Antes de fazerem as filmagens, elas receberam muito treinamento para não sair nada de errado.

5- Agradeça aos fãs por The Rock no filme

Publicidade
continue a leitura

Velozes e Furiosos

A franquia não estava indo muito bem durante o quarto filme, mas uma nova ajuda para o elenco fez com que a série voltasse a bombar. The Rock não estava escalado para ser o policial Hobbs, mas por conta da ideia de alguns fãs do Facebook, ele resolveu falar com os produtores e até hoje temos Dwayne “The Rock” Johnson na franquia. Sua entrada reacendeu a série de filmes. Outra coisa bem engraçada é que o papel orginalmente seria do velhinho Tommy Lee Jones, já imaginou?

6- Vin Diesel quebrou o nariz de um dublê

Velozes e Furiosos

Em uma das cenas de luta do primeiro filme, Vin Diesel acabou se empolgando demais e esqueceu que tinha um braço muito forte. Ele acabou quebrando o nariz de um dos dublês que interpretava um segurança. Pelo menos a luta ficou real.

7- Já existia outro filme com o mesmo nome

Velozes e Furiosos

Publicidade
continue a leitura

O filme é de 1955 que contava a história de um casal criminoso, John Ireland e Dorothy Malone. Eles fugiam com seu carro e vivam muitas aventuras. Roger Corman possuía os direitos do filme e por conta disso, a Universal teve que fazer um acordo para a passagem do nome.

8- O filme “Velozes e Furiosos: Desafio em Tóquio”, terceiro filme da franquia, aconteceu entre o sexto e o sétimo

Velozes e Furiosos

Han (Sung Kang) morre durante o terceiro filme da franquia. O mais engraçado é que ele volta para outras três sequencias. Ninguém entendeu até que no sexto filme da franquia, uma cena pós-créditos veio para arrumar tudo. Com uma cena o filme nos explica que na verdade o terceiro filme aconteceu só depois do sexto filme na ordem cronológica do universo.

9- “Velozes e Furiosos 7” e uma das maiores bilheterias

Velozes e Furiosos

Todos acreditavam que ia ser muito difícil fazer com que o sétimo filme da franquia fizesse sucesso, mas o filme foi muito melhor que eles esperavam. O filme conseguiu chegar entre os 10 mais e hoje em dia ele está em sexto lugar dentre os filmes mais rentáveis com mais de 1,5 bilhão de dólares. Em primeiro lugar está “Avatar” com 2,7 bilhões de dólares, seguido de “Titanic” com 2,1 bilhões de dólares e “Star Wars: Episódio VII – O Despertar da Força” com pouco mais de 2 bilhões.

E aí, o que achou dessas curiosidades? Comenta aí.

Publicado em: 05/08/16 13h16