Ciência e TecnologiaCuriosidades

7 monstros terríveis que podem realmente existir

0

Você já tinha ouvido falar em criptozoologia? Bom, se trata do estudo de espécies de animais mitológicos, monstros lendários ou seres avistados por poucas pessoas. Ela ainda aborda tópicos de um ponto de vista antropológico, procurando relacionar os mitos de várias culturas com animais extintos ou que ainda não são conhecidos.

Até mesmo nos dias recentes a todo momento são descobertas novas espécies de animais. Principalmente nos mares, já que apenas uma pequena porcentagem das águas do nosso planeta já foi explorada, fazendo com que exista todo um mundo em baixo d’água a ser explorado. Bom, levando isso em consideração, nós da Fatos Desconhecidos trouxemos 7 monstros que podem realmente existir. Confira:

1 – Verme da morte da Mongólia

monstros

Em um primeiro momento, essa criatura mais parece uma criação fantasiosa. No entanto, muitos povos da Mongólia estão convencidos de sua existência. E isso está fazendo muitos criptozoologistas buscarem pela tal fera estranha, quer supostamente existe nas regiões mais remotas do deserto de Gobi. Crenças acreditam que a criatura tem o poder de cuspir um veneno mortal e até mesmo liberar grandes quantidades de eletricidade.

2 – Moas

Moa era um pássaro de grande porte que não podia voar. Ele é nativo da Nova Zelândia. Supostamente eles foram extintos há cerca de 500 anos. Dinornis Robustus, foi considerado a maior espécie de Moa. No entanto, alguns caçadores alegaram ter visto um desses animais no século 17 e avistamentos foram relatados durante os séculos 18 e 19. Isso levou alguns criptozoologistas a sugerir que os Moas da Nova Zelândia sobreviveram à sua extinção inicial e continuaram vivendo em comunidades pequenas e isoladas da ilha, onde ainda poderiam estar vivos.

3 – Besta de Bodmin Moor

Os criptozoologistas se referem a esse animal como um grande felídeo, aparentemente selvagem. Apenas em 1996, havia cerca de 300 relatos dessa criatura. A teoria mais aceita é sobre um pequeno grupo de pumas que foram mantidos como parte de coleções particulares e que acabaram escapando e vagando atrás de alimentos.

4 – Serpentes gigantes

Desde que exploradores ocidentais colocaram os pés na América do Sul, eles falam de serpentes gigantes. É bastante raro que uma anaconda cresça mais de 7 metros de comprimento, mas isso as vezes acontece. As anacondas adultas podem de fato exceder 9 metros (30 pés) de comprimento. As cobras continuarão a crescer ao longo de suas vidas e quanto mais velhas forem, maiores serão. No entanto, devemos salientar que a taxa de crescimento diminui significativamente ao longo do tempo.

5 – Outros seres humanos

Não fomos a única espécie de seres humanos a andar na Terra. Nosso antepassados iniciais realmente compartilharam o planeta com outros seres humanos que não era do gênero Homo sapiens. Os seres humanos modernos coexistiram com os neandertais por milhares de anos e novas evidências sugerem que as duas espécies se cruzaram. E se outras espécies de humanos tivessem sobrevivido nos tempos históricos?

6 – Nessie

O monstro do lago Ness é certamente uma das histórias mais conhecidas do mundo. Ela ganhou fama no início de 1930. As teorias mais aceitas por estudiosos é que a criatura poderia ser um réptil. Nessie seria um animal marinho antigo, que teria sobrevivido todo esse tempo e vivido em segredo.

7 – Tigre da Tasmânia

Considerado um predador nato e sanguinário, o Tigre da Tasmânia era um animal incrível. Acredita-se que o tigre tenha sumido no continente australiano 2.000 anos atrás. No entanto, além de restos e evidências de fósseis, o thylacine aparece em algumas artes rupestres aborígenes.

E aí, o que acharam da matéria? Conhecia alguns desses monstros? Comenta aí e não se esqueça de compartilhar com os amigos, lembrando que seu feedback é sempre muito importante.

7 heróis dos quadrinhos que podem realmente existir, segundo a ciência

Artigo anterior

7 piores coisas que o Homem de Ferro fez nos filmes da Marvel

Próximo artigo