Entretenimento

Apenas quem tem mais de 140 de QI é capaz de resolver esse enigma

0

Certamente você já se pegou tentando resolver um ou outro enigma por aí. Geralmente são formados por textos que possuem duplo sentido ou tem difícil compreensão. A intenção é fazer com que consigamos decifrar o que está por trás daquela história. Abaixo separamos um desses enigmas que nos intrigam por um bom tempo… Apenas quem possui 140 de Q.I, ou mais, é capaz de decifrá-lo. Tudo gira em torno de um assassinato… Tudo começa da seguinte forma:

Um detetive chamado Smith, foi contratado para resolver um caso de assassinato que ninguém havia conseguido desvendar ainda. O que ele precisava saber é que o caso envolvia 5 pessoas e todas se conheciam. Um deles acabou sendo morto a tiros de pistola. No entanto, nos documentos encontrados não haviam o nome da vítima e nem do assassino.

Após analisar todas as informações que tinha a seu favor, Smith finalmente conseguiu encontrar os nomes da vítima e de seu assassino. Detalhes importantes foram essenciais para a concretização do caso. Será que você é tão bom quanto o investigador? Abaixo separamos todos os detalhes que Smith tinha à sua disposição. Tente descobrir o mistério!

John

John é um jovem jogador de tênis amador. Um dia após o crime acontecer, estava participando de um torneio, onde jogava contra alguém que não tinha nada a ver com o caso.

Jack

Jack havia se mudado para a cidade um ano antes do assassinato ocorrer. Nasceu e cresceu em uma ilha pequena, em que maior parte dos habitantes são pescadores. O principal sonho dele era possuir um barco de pesca.

Steve

Steve é um jovem que gosta muito de si mesmo e faz trabalhos como modelo. Alguns dias antes do assassinato acontecer, ele começou a posar para Bill, um artista que topou pintar um quadro dele.

Bill

Bill é um famoso pintor que se especializou em retratos. Diz que espera terminar a pintura de Steve naquela semana.

Alex

Logo depois de ocorrer o assassinato, Alex fez uma viagem para a Antártida como parte de uma expedição que visa estudar a vida marinha. Ainda permanece no Pólo Sul, em contato com outros 20 cientistas.

Além de todas essas informações sobre a vida de cada um, o detetive ainda conseguiu as seguintes informações:

O assassino quebrou a perna uma semana antes de cometer o crime;

Steve e Alex se conheceram cerca de 6 meses antes do assassinato;

Alex e o assassino se conheciam desde que eram crianças – cresceram como vizinhos em uma cidade grande.

Depois de fazer uma análise criteriosa sobre todos esses aspectos, Smith finalmente conseguiu saber quem foi o autor do assassinato, e quem foi a vítima. Você é capaz de fazer o mesmo? Pense um pouquinho…

A resposta do assassinato

Sabemos que John estava jogando tênis no dia seguinte ao assassinato, portanto ele não poderia ser o assassino e nem a vítima. Sabemos que o autor havia quebrado a perna uma semana antes, então não teria como John ter se curado dão rápido.

Alex não pode ser declarado culpado, visto que ele e o assassino eram vizinhos enquanto crianças.

Steve é totalmente inocente, visto que conheceu Alex apenas alguns meses antes do assassinato ocorrer. Já sabemos que o autor do crime conhece Alex desde a infância.

Então podemos dizer que o assassinato foi cometido por Jack ou por Bill. Jack seria inocente, visto que cresceu em uma ilha e não pode ter conhecido o autor desde a infância. Então nos resta Bill. Além do mais, sabemos que ele está vivo, pois está terminando o retrato de Steve. Portanto, Bill é o assassino.

Mas quem seria a vítima? Bom, sabemos que Alex está na Antártida, John  estava jogando um dia após o assassinato, Steve ainda serve de modelo para Bill. Declaradamente estão todos vivos. Não sabemos onde está Jack… Então, Bill matou Jack!

7 heróis da DC que dariam uma surra no Hulk

Matéria anterior

7 eventos reais e macabros que realmente ocorreram no Halloween

Próxima matéria

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.