Após 76 anos, navio perdido na Segunda Guerra Mundial é encontrado

POR Isabela Ferreira    EM Curiosidades      28/03/18 às 18h47

Muito foi perdido durante a Segunda Guerra Mundial. Vidas, famílias, respeito, dignidade... Tudo foi por água abaixo dentro de pouquíssimo tempo. Em meio a tantas tragédias, também foram enterrados mistérios que até hoje permanecem sem solução. Ou quase todos, no caso. Uma recente expedição ao Oceano Pacífico Sul, foi capaz de encontrar um navio daquela época, que permaneceu desaparecido por longos 76 anos.

Financiada por Paul Allen, cofundador e filántropo da Microsoft, tal expedição localizou os destroços do USS Juneau. Foi um cruzador rápido utilizado na Segunda Guerra Mundial, especificamente, na Batalha de Guadalcanal, no ano de 1942.

Era um navio de guerra dos Estados Unidos e acabou sendo abatido pelos japoneses. Estima-se que mais de 600 vidas tenham sido perdidas, dentre elas, as dos cinco irmãos Sullivan, que representaram a maior perda em uma única família norte americana durante a guerra.

Localização aproximada

Os destroços do navio foram encontrados ao largo da costa das Ilhas Salomão, no dia 17 de março, a cerca de 4 mil metros abaixo da superfície... Literalmente no chão do oceano. De acordo com Robert Kraft, diretor de operações submarinas da Allen: "Nós certamente não planejamos encontrar o Juneau no dia de São Patrício (17 de março)".

Ainda acrescenta: "As variáveis dessas buscas são muito grandes. Estamos lidando com um ambiente muito mais duro aqui... Tem milhares de metros de profundidade e é muito imprevisível. Estamos Colocando, você sabe, muita eletrônica e alta voltagem em águas muito profundas e marinhas, onde não deveriam estar. E isso sempre apresenta desafios!".

Um submarino é que foi o grande responsável pelas imagens do navio. Foi somente após a análise destas, que a equipe de Allen anunciou que era realmente o cruzador perdido durante a Segunda Guerra Mundial. O vídeo capturado revela que o navio está com o caso praticamente destruído, mas seu propulsor ainda apresenta bom estado. Sem contar que as inscrições ali presentes permitem identificá-lo de forma precisa.

Segundo Rich Brown, comandante das Forças de Superfície Naval: "Como o quinto comandante do USS The Sullivans (DDG 68), um navio que leva o nome dos cinco irmãos, estou animado em saber que Allen e sua equipe conseguiram localizar o navio que afundou durante a batalha. A história da tripulação do USS Juneau e dos Irmãos Sullivan sintetiza o serviço e o sacrifício da maior geração de nossa nação". De fato, os irmãos sempre foram considerados como mártires pelo país.

Sobreviventes

O navio afundou com 687 pessoas a bordo, mas 115 marinheiros ainda conseguiram sair do incidente com vida. Entretanto, outra tragédia ainda estaria por vir. O capitão do navio USS Helena, que estava transportando os sobreviventes, resolveu sair do local, já que temia um novo ataque japonês e não acreditava nas possibilidades de um resgate. Dessa forma, o navio acabou mandando as coordenadas de sua localização, próximo ao Juneau, para um avião que sobrevoava por perto.

Infelizmente, a mensagem nunca foi encaminhada para o quartel general e o resgate demorou nada menos que 8 dias para chegar. A essa altura, os homens já tinham sido deixados nas águas, sofrendo com a exposição às altas temperaturas e ainda precisando enfrentar ataques de tubarões. Por fim, apenas 10 homens conseguiram sair vivos de toda a tragédia.

E então pessoal, o que acharam? Já tinham escutado falar sobre o navio? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!

Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+