Artista usa pintura corporal para se transformar em personagens de quadrinhos
Tempo de leitura:2 Minutos, 57 Segundos

Artista usa pintura corporal para se transformar em personagens de quadrinhos

Além de ser uma talentosa designer, Kay Pike, também é modelo. Natural de Calgary, Canadá, a artista passa horas a fio pintando habilmente o corpo para se transformar em super-heróis e vilões populares dos quadrinhos.

Antes de trabalhar com pintura corporal, Pike dedicava boa parte de seu tempo livre trabalhando como cosplay. Após ser diagnosticada com artrite congênita nos quadris, sua vida sofreu uma tremenda reviravolta.

Por conta da enfermidade, Pike, que constantemente convivia com uma dor terrível, se viu obrigada a parar de confeccionar as fantasias que utilizava para dar vida aos personagens que incorporava quando era cosplay, despedindo, assim, de uma grande paixão.

A artista e a pintura corporal

Felizmente, em 2015, durante a Edmonton Comic and Entertainment Expo, Pike descobriu o famoso “cospaint”, uma via artística que lhe permitiu se transformar em praticamente qualquer personagem de quadrinhos, desenhos animados ou videogame sem a necessidade de confeccionar fantasias.

“Eu estava trabalhando em meu estande e a equipe que organizava a convenção me apresentou uma maquiadora chamada Lianne Moseley”, disse a artista de 33 anos em uma entrevista ao Self.com. “O pessoal sabia que eu havia deixado de lado a carreira de modelo. E como os organizadores sabiam que eu estava disposta a conhecer novas vias de trabalho, eles me apresentaram a maquiadora”.

Após passar horas conversando com a maquiadora, Pike decidiu mergulhar de cabeça no mundo do “cospaint”. A artista, sozinha, começou a pintar todo o corpo e, surpresa, percebeu que tinha um talento especial. Como a prática leva à perfeição, hoje, suas pinturas corporais são altamente inspiradoras.

Personagens

Atualmente, Pike gasta entre 10 e 14 horas pintando o corpo para se transformar em um único personagem. O processo é totalmente metódico, afinal, a artista não deixa nenhum detalhe passar.

“Meu processo consiste em várias etapas. Passo horas planejando e, em seguida, passo horas recriando todos os detalhes. Além disso, antes de começar a realizar a pintura corporal, faço questão de deixar todos os materiais organizados. Tenho em mente cada passo. Mas é assim que eu consigo dar vida aos personagens que vemos nas histórias em quadrinhos no papel”, disse Pike. “E para o resultado ficar perfeito, é preciso entender as cores, pois é esse conhecimento que me ajuda a criar novos tons”, completa.

Quando a artista termina de aplicar a tinta na pele, o resultado é surpreendente. Para deixar tudo registrado, Pike sempre faz uma sessão de fotos, além de gravar vídeos, é claro. O material é divulgado em suas redes sociais para seus fãs. Tirar toda a tinta do corpo é outro processo que demanda tempo. A artista garante que passa horas debaixo do chuveiro.

Curiosamente, o que ajudou Pike, em sua nova jornada, foi a arte da maquiagem. Durante a época em que trabalhava como modelo, a artista acabou aprendendo alguns truques. De acordo com Pike, o cospaint apenas permitiu que ela fosse capaz de levar a arte a um novo nível.

“Eu já fui modelo e, quando não tínhamos maquiadores, a gente tinha que se maquiar sozinha. Aprendi muito durante essa época”, disse Pike à Cosplay Culture. “Como em casa eu sempre tive tintas e papel, eu decidi investir na área. Pouco a pouco fui alimentando minha imaginação. Pouco a pouco, fui aprendendo. E o resultado, hoje, é esse. O que vocês veem é fruto de muito esforço e dedicaço”.

A talentosa artista, além de postar suas incríveis transformações no Instagram, onde tem mais de duzentos mil seguidores, também transmite seu processo de criação ao vivo, no Twitch, pelo menos duas vezes por semana.