• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Conheça Derinkuyu, a cidade subterrânea da Capadócia

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      11/03/19 às 21h50

Imagina só a seguinte situação: você resolve fazer uma reforma na sua casa, e ao demolir uma das paredes, você encontra uma cidade perdida no tempo. E isso realmente aconteceu. Em 1963, um homem da província de Nevsehir acabou derrubando uma parede do porão da sua casa, enquanto fazia uma reforma. O que chamou a atenção foi que, ao destruir aquela parede, ele se deparou com um túnel. O homem continuou cavando até descobrir um complexo sistema de túneis com salas parecidas com cavernas, que posteriormente, foram identificados como a antiga cidade subterrânea de Derinkuyu, parte da região da Capadócia, no centro da Anatólia, na Turquia.

Não se tratava de uma rede subterrânea comum, mas sim de uma elaborada construção, que incluía entradas secretas, poços de ventilação e passagens de conexão. Essa foi uma das dezenas de cidades subterrâneas esculpidas na rocha da Capadócia há milhares de anos. A cidade de Derinkuyu é a mais profunda.

A Capadócia

A região da Capadócia, na Anatólia, é rica em história vulcânica e fica em um ponto de cerca de 1.000 metros de altura. A área foi soterrada por cinzas milhões de anos atrás, criando as cúpulas de lava e as pirâmides vistas hoje.

As rochas da região são depósitos de cinzas vulcânicas, algo que os hititas da Capadócia descobriram há milhares de anos atrás, quando começaram a esculpir salas das rochas. No início, eles usavam essas salas como armazenamento e armários de comida subterrâneos. Os compartimentos mantinham uma temperatura constantes, protegendo assim os alimentos. Além disso, eles começaram o tunelamento subterrâneo para um propósito maior: se protegerem de ataques inimigos. Acredita-se que eles usaram os vários túneis como esconderijo dos frígios.

Derinkuyu

Os arqueólogos acreditam que existam muitas outras cidades subterrâneas na Capadócia, podendo a chegar a centenas. No entanto, até o presente momento, apenas seis delas foram escavadas. E Derinkuyu é a mais profunda delas, com oito andares, atingindo profundidade de até 80 metros. Os escavadores que estudam a cidade, estimam que a mesma ainda possa conter até 18 níveis subterrâneos.

Derinkuyu não é nem a maior ou mais antiga cidade entre as descobertas. A maior até agora é a Kaymakli, que tem sido habitada continuamente desde a primeira construção.

Ainda não se sabe com certeza quem é o responsável por sua construção, mas grupos diversos já ocuparam a cidade subterrânea ao longo dos séculos. Acredita-se que a Derinkuyu tenha sido expandida durante a era bizantina.

Nesse período, a cidade era conhecida como Malakopea. E os primeiros cristãos usaram os túneis para escapar de perseguições durante as invasões das dinastias Omíadas e Abássidas Muçulmanas.

Com o cessar das perseguições, a necessidade de abrigo subterrâneo diminuiu e fluiu com diferentes impérios dominantes. Sem a preocupação com as guerras, os esforços de tunelamento foram reduzidos e os recursos foram voltados novamente para a superfície.

A arquitetura

A cidade subterrânea acomodou igrejas, lojas de alimentos, barracas de gado, adegas e escolas. Até cemitérios temporários foram construídos para abrigar os mortos até que fosse seguro devolvê-los à superfície. A cidade foi tão planejada que as portas de pedra que protegiam a cidade de ameaças da superfície, foram instaladas em cada nível, para que pudessem ser fechadas separadamente. A arquitetura elaborada incluía milhares de poços de ventilação em tamanhos variados, e um rio subterrâneo enchia os poços enquanto um sistema de irrigação rudimentar transportava água entre os vários níveis da construção.

Hoje, a cidade de Derinkuyu é um ponto turístico e recebe visitantes desde 1969. Mas, somente cerca de 10% de toda a cidade subterrânea é acessível aos turistas. Se você tiver interesse em ir conhecer pessoalmente essa incrível obra dos povos antigos, é melhor você ir na época do verão na Turquia.

E aí, o que achou dessa cidade? Bem incrível, não é mesmo? Conta para a gente nos comentários e compartilhe com os seus amigos.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+