CuriosidadesHistória

Assim ficou o túmulo de Jesus depois de restaurado

0

Existe um santuário que protege o túmulo onde Jesus Cristo foi enterrado, e segundo a tradição cristã, ele foi reaberto na última quarta feira durante uma cerimônia na Igreja de Santo Sepulcro de Jerusalém. Depois de nove meses de trabalho, uma equipe de cientistas e restauradores da Universidade de Técnica Nacional de Atenas conseguiu terminar o projeto de recuperação da tumba de Jesus Cristo, na Igreja do Santo Sepulcro. Por falar em Jesus, vocês já leram a nossa matéria com as 7 coisas sobre Jesus Cristo que você não sabia?

A grega ortodoxa, a da armênia apostólica, a síria ortodoxa, Etiópia ortodoxa e a católica romana são as seis vertentes cristãs que tem a custódia sobre o túmulo, que juntas gastaram cerca de US$ 3,3 milhões na restauração do túmulo.

Desde o século IV d.C. o local é venerado como a tumba de Jesus, e ao longo dos anos, novas construções foram feitas sobre as mais antigas para deixar o lugar marcado. Enquanto estavam fazendo a restauração, os engenheiros descobriram que a Edícula e a rotunda que a cerca e que atraem milhões de fiéis, parecem ter sido construídas sobre uma fundação instável de restos de estruturas anteriores, perfuradas por túneis e canais.

Uma gaiola de ferro que foi instalada ao redor da Edícula em 1947, pelos britânicos, assim como a fuligem formada por velas acesas por peregrinos ao longo dos anos foram retiradas. O templo não era restaurado há cerca de 200 anos, e com a reforma acabou-se o temor que as pessoas tinham do túmulo vir ao chão.

Depois da retirada de uma mármore que selava a estrada para o túmulo de Jesus, uma equipe de arqueólogos teve acesso ao sítio histórico, e encontraram uma outra laje de mármore com uma cruz gravada. Segundo eles, a peça é da época do fim das Cruzadas, ainda no século XIV. Em baixo dessa mármore, tinha uma outra laje de mármore ainda mais antiga, que protegia o chão de pedra. Os arqueólogos afirmaram que a argamassa dessa segunda laje data do século IV, quando o imperador romano Constantino ordenou a construção da Igreja de Santo Sepulcro.

Bom, além dos pesquisadores analisarem a câmara funerária, o leito de mármore sob o qual Jesus se deitou também foi estudado. O local foi aberto pela primeira vez depois de mais de 2 séculos e podia ter sido destruído caso não fosse recuperado. Além de fazer uma limpeza, foram colocados parafusos para reforçar e segurar a estrutura. Confira também a nossa matéria com as 7 provas físicas da existência de Jesus Cristo.

Como foi dito, a reforma da arquitetura foi feita para “durar para sempre”, disso Antonia Moropoulou, professora da Universidade e chefe do projeto, em entrevista ao site de notícias na National Geographic. Depois a reforma, agora as pessoas podem ver a textura, as cores e os escritos do lugar.

Quer ver imagens de como ficou o túmulo de Jesus Cristo? Confiram no vídeo abaixo:

E aí amigos, ficaram morrendo de vontade de conhecer o túmulo de Jesus Cristo depois de reformado? Bom, deixem aqui seu comentário sobre o que achou da reforma.

Conheça a emocionante história da árvore solitária de Tenere

Matéria anterior

7 situações só as mulheres que sofrem com a TPM vão entender

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.