Na última sexta-feira, 2 de setembro de 2016, estreou a segunda temporada de “Narcos”, que era tão esperada depois do sucesso da primeira temporada em 2015. A Netflix, que tem os direitos da série, espera um grande sucesso para essa nova temporada e já tem planos para uma terceira temporada.

A série gira em torno de Pablo Emilio Escobar Gaviria (Wagner Moura) e Steve Murphy (Boyd Holbrook), um agente da DEA (Drug Enforcment Administration), que é basicamente uma equipe selecionada para combater o tráfico de drogas e afins. A série é extremamente envolvente, apesar de todo mundo saber quem vai morrer no final.

Infância

Pablo Escobar

Quem diria que Pablo, mas conhecido como “El Patron”, teve uma infância que era muito diferente do que ele vivia nos anos 80/90. Ele nasceu em um barraco na cidade Rionegro, Antioquia, em 1949. Criado no meio de seis irmãos, Pablo foi educado, principalmente por seus pais, um camponês e um professora que se chamavam Abel de Jesus Escobar e Gaviria Hemilda, respectivamente.

Início da sua “carreira”

Pablo Escobar

Publicidade
continue a leitura

El Patron poderia ter uma vida como de qualquer outra pessoa. Tento se formar na faculdade de Ciências Políticas, mas por não conseguir pagar as mensalidades da faculdade teve que desistir e foi nessa época que ele começou na vida de crimes. Ele era um jovem bastante ambicioso.

O traficante começou devagar como qualquer outra pessoa quando decide seguir uma profissão. Ele começou contrabandeando cigarros falsos e bilhetes de loteria também falsos. Depois disso, quando ele já tinha 20 anos, ele já era um grande ladrão de carros e antes mesmo de entrar nos carros, ele já tinha mais de 100 mil dólares quando sequestrou um grande executivo.

Quando finalmente começou no tráfico, ele conseguiu muito dinheiro e já era milionário quando tinha 22 anos. Em 1975, Escobar começou a se envolver com tráfico de cocaína e viajava para os Estados Unidos, onde conseguia a maior parte do produto de troca. No meio de vários contrabandos, ele acabou sendo pego em algumas viagens, mas tudo acabou bem quando ele conseguiu subornar diversas autoridades.

Para conseguir seus objetivos, ele acabou matando diversas pessoas importantes como três políticos colombianos importantes, que eram candidatos à presidência da Colômbia.

Prisão

Pablo Escobar

A “prisão” de Pablo ocorreu de uma forma bem peculiar. Pablo, para não responder aos seus crimes, acabou se voltando para a política onde conseguiu ficar no seu país e ser “preso” em uma prisão onde ele mesmo construiu, La Catredal. Ele vivia no luxo e mesmo preso, já foi visto diversas vezes indo fazer compras, festas e jogos de futebol.

Publicidade
continue a leitura

Apesar do traficante ser considerado inimigo para o governo estadunidense e colombiano, a cidade adora ele. Ele trabalho para o bem da cidade, dando uma melhora de vida para uma parte de população e fazendo estágios para os amantes de futebol. Muitos dizem que ele era o Robin Hood daquele povo.

Morte

Pablo Escobar

Em 2 de dezembro de 1993 com apenas 44 anos, Pablo foi morto a tiros quando foi emboscado por autoridades. Ele levou três tiros, sendo que um foi direto na cabeça. Muito se especula sobre esse tal tiro. Ninguém sabe que disparou.

As autoridades dizem que ele recebeu o tiro durante o tiroteio, porém, seu próprio filho diz que não acredita nessa versão. Em uma entrevista, ele diz que seu pai sempre dizia que cometeria o suicídio quando tudo estivesse perdido e até já tinha consultado com alguns estudiosos para saber onde é o lugar exato para que não houvesse risco da sua sobrevivência.

Família e casos

Publicidade
continue a leitura

Pablo Escobar

Pablo constituiu família quando tinha 27 anos. Ele se casou com Maria Victoria Henao e desse casamento, ele teve dois filhos: Juan Escobar e Manuela. Ele teve uma amante, a jornalista Virginia Vallejo, que também está na série.

Bônus

O documentário acima mostra como foi a vida de Pablo Escobar na visão do seu filho e da viúva. Ele foi lançado em 2009 e para muitos, essa é uma das melhores histórias de Pablo.

E aí, o que achou? Comenta aí.

Publicado em: 05/09/16 18h02