Notícias

Brasileira participante do “Big Brother EUA” conta que deseja ser sexóloga

0

Indy Santos, a única brasileira que está participando desta edição do Big Brother dos Estados Unidos, afirmou que deseja se tornar uma sexóloga. Em uma conversa com os outros participantes do reality show, Indy afirmou que estuda para seguir carreira na área.

Para o G1, a assessoria de imprensa da aeromoça e influenciadora digital confirmou a informação nesta terça-feira (12) e destacou a reação dos participantes homens. Dentro do reality, Indy se apresentou ao grupo e falou sobre sua vida pessoal e profissional.

“Sou brasileira, mas vivo aqui [nos Estados Unidos] há aproximadamente nove anos. Trabalho como aeromoça de jatinhos privados e estou tentando completar minha graduação para me tornar uma sexóloga”, disse a participante.

Reação dos participantes 

Foto: Reprodução/ Redes Sociais/ G1

Alguns participantes homens ficaram surpresos e até expressaram entusiasmo com a declaração da brasileira em relatos à CBS, emissora que transmite o programa. “Você acha que ela precisa de um sexólogo assistente?”, questionou Joe Pucciarelli.

“A Indy é linda. Eu amo brasileiras, e ela chega e diz que está treinando para ser uma sexóloga? Eu fiquei, tipo: ‘O quê?!”, acrescentou Kyle Capener.

Trabalho como sexóloga

Foto: Reprodução/ Redes Sociais

Para o G1, a psicóloga, terapeuta sexual e de casais Márcia Atik, explicou que a sexologia não estuda o ato sexual, mas a sexualidade humana e a capacidade de desejar, de sentir prazer.

“Não são atendimentos psicológicos em que as disfunções sexuais são trabalhadas, pois sabe-se que a grande maioria das dores por inadequações sexuais são emocionais”, acrescenta.

Quem é a futura sexóloga Indy Santos

Foto: Reprodução/ Redes Sociais/ G1

Indy Santos nasceu no Morro do Pacheco, no bairro do Valongo, em Santos, no litoral de São Paulo. Ela é jornalista, comissária e influenciadora digital.

A mãe da participante do reality, a professora Jovanilda Rios da Silva, de 52, disse ao G1 que a filha chegou a trabalhar como jornalista no Brasil, mas, como a emissora teve corte de funcionários, ela foi demitida. “Ela ficou inconformada porque o sonho dela sempre foi ser famosa, ela queria ser atriz, queria ser paquita quando criança, sempre gostou de dançar, sempre foi essa pessoa alegre, generosa e espirituosa. Eu resumo minha filha nessas três palavras”.

De acordo com Jovanilda, a filha deixou o Brasil aos 22 anos porque não conseguiu emprego e sempre que entregava currículo era questionada se era fluente em inglês. “Aí ela não falava, então disse que iria embora. Resolveu tudo, sempre fazia tudo sem falar nada, quando estava tudo resolvido, comprou a passagem, e ela falou que ia embora.”

Em Los Angeles, Indy trabalhou como faxineira, garçonete, babá e freelancer em uma emissora de TV. “Ela queria investir na profissão dela, fez pós-graduação em jornalismo, já tem uma bagagem boa de jornalista.”

Após conquistar a cidadania americana no ano passado, Indy investiu o dinheiro que tinha em um curso de aeromoça. Agora, ela exerce a profissão em voos internos. “Acredito que ela vá falar bastante do Brasil porque a Indy nunca negou as origens dela, ela fez faculdade [aqui], escreveu um livro ‘Comunidade’ em que falou do Morro, então acho que ela vai levar muito essa questão da raiz dela”.

Mãe de Indy Santos diz que filha sonha em ser famosa

Foto: Arquivo Pessoal/ G1

Também durante a entrevista ao G1, Jovanilda informou que a filha sonha em ser famosa e até tentou participar do reality no Brasil, mas não foi selecionada. 

De acordo com a mãe, Indy disse que quer ganhar o prêmio para comprar uma casa e dar uma vida melhor à família. A mãe informou que chorou quando a ficha caiu que a filha estava participando do reality e que comprou uma TV que tem um aplicativo que a gente faz assinatura para poder assistir.

“Eu trabalho, então não vou conseguir ver tudo, sou professora, [mas] quando eu chegar em casa vou tentar, vou fazer o possível para acompanhar”, disse Jovanilda.

A mãe ainda afirmou que Indy é extrovertida, alegre, comunicativa, está solteira e gosta de festas. “Não é porque é minha filha, [mas] é bonita e por dentro eu acho ela muito mais bonita, é bem iluminada”.

Fonte: G1

Trisal registra bebê com sobrenome dos três pais em Londrina

Previous article

Casal gay realiza sonho da paternidade e agradece prima

Next article

Comments

Comments are closed.