Entretenimento

Como aliviar os sintomas da TPM, segundo especialistas?

0

A famosa tensão pré-menstrual, mais conhecida pela sua abreviação popular, a famigerada “TPM”  atinge cerca de 75% das mulheres com diferentes sintomas, durante o período que antecede a menstruação. Os sintomas podem ser físicos, emocionais ou um misto dos dois, o fato é que os sintomas não são meramente psicológicos, eles são reais e 5% das mulheres precisam de medicamentos para controlar e aliviar os sintomas durante essa semana “tensa”. Todos os sintomas clássicos como ficar irritada, deprimida, inchada e mal humorada são efeitos da alteração hormonal que antecipa esse período menstrual.

A TPM incomoda, mas em alguns momentos ela pode ultrapassar os limites normais dos sintomas e até atrapalhar a vida profissional e pessoal de várias mulheres. Por isso há alguns truques e dicas que os especialistas recomendam que as mulheres façam a fim de atenuar essas sensações tão incômodas. Confira:

Alimentação

Para as mulheres, durante a TPM, é recomendado evitar alguns alimentos específicos que podem agravar os sintomas durante o período. De acordo com Carolina Mantelli, endocrinologista da Clínica de Especialidades Integradas, “uma alimentação inadequada pode contribuir para o aparecimento de distensão abdominal, náuseas, inchaços, dores de mamas, alterações de humor e outras queixas na TPM”, ela explica, em matéria publicada pelo site do GNT.

A médica recomenda que se evite “o consumo de café e seus derivados, reduza o sal da comida, evite doces em excesso e fuja do álcool”. Para a endocrinologista, o ideal mesmo “é procurar fazer refeições mais frequentes, com menor quantidade de alimentos”, portanto, ela incentiva que se “consuma alimentos mais leves, com teor reduzido de gordura saturada e sal.” Além disso, ela indica que se “dê preferência para frutas, vegetais, grãos e alimentos diuréticos como melancia, aspargos, salsa, agrião e morango”.

Dia-a-dia

Sair da rotina também pode ser um remédio terapêutico para controlar e diminuir os efeitos da irritabilidade. A ginecologista Denise Gomes, diretora médica da Plena Clínica, recomenda em entrevista ao site da GNT, que durante a TPM as mulheres tirem pelo menos um dia para elas mesmas.

“Durma bem, faça uma caminhada, vá ao salão fazer as unhas e não deixe de namorar. Sinta prazer nas suas atividades e seu dia, com certeza, será mais alegre”, ela incentiva.

Denise também explica que as relações sexuais durante esse período podem trazer muitos pontos positivos, uma vez que “o sexo libera endorfina, […] produz a sensação de prazer e bem estar, além de queimar calorias e reduzir o inchaço do corpo. O carinho e o amor transmitido em uma relação sexual são capazes de mexer com a cabeça da mulher, elevando a autoestima e reduzindo os sintomas depressivos da TPM”, esclarece a médica.

Exercícios

Assim como a alimentação, os exercícios físicos são recomendados para se manter a saúde do corpo, e também da mente. A endocrinologista Carolina Mantelli, recomenda “praticar caminhada, trote, ciclismo, natação e hidroginástica, por pelo menos 30 minutos, quatro vezes por semana.” As atividades intensas, por outro lado, devem ser evitadas, pois podem agravar ainda mais os sintomas. Para a médica, “a yoga é excelente para amenizar os sintomas da TPM”, ela esclarece na matéria publicada pelo site Bem Estar.

Hormônios

A tensão pré-menstrual é causada pelos efeitos das alterações hormonais. O ômega-3 encontrados nas frutas oleaginosas e nozes, por exemplo, auxiliam a regularizar os possíveis desequilíbrios hormonais, tão comuns durante a TPM.

A nutricionista Gabriela Marcelino, em entrevista ao GNT, orienta as mulheres a aumentar “a ingestão de peixes, frango, carne de porco, fígados e ovos”, pois são ricos em vitamina B6, assim como os “cerais integrais, feijões, soja, amendoim e nozes”.

Dores de cabeça

Se o pior sintoma, para você, é a dor de cabeça, a nutricionista Gabriela Marcelino esclarece que o problema pode estar nos seus hábitos: “Abra mão de bebidas alcoólicas”, ela explica, “[as bebidas alcoólicas] podem causar desidratação e provocar alterações na glicose sanguínea, piorando os quadros de dor de cabeça”.

Para o nutrólogo Cristiano Merheb, o magnésio pode ser a solução para a cefaleia. “Em combinação com a vitamina B6, o mineral [magnésio] melhora a qualidade do sono, ameniza a irritabilidade, regula o ciclo menstrual e a sua duração.” O médico recomenda o seu consumo e esclareceu para o site do Bem Estar, que essa fonte de mineral pode ser encontrada em alimentos como “carne vermelha, frutos do mar, vegetais verdes e laticínios em geral”.

Retenção de líquidos

Se você sente o seu corpo inchado todos os meses durante a TPM saiba que sua alimentação tem reflexo direto no seu corpo. O nutrólogo Cristiano Merheb, em entrevista ao GNT, aconselhou às mulheres a não consumirem “alimentos que causem retenção de líquidos, como excesso de sal e molhos condimentados (catchup, molho inglês, shoyu, entre outros)”.

Por outro lado, frutas ricas em magnésio, como a melancia, ajuda a diminuir o inchaço do corpo durante esse período, e por isso são altamente recomendadas.

Prisão de ventre

A nutricionista, Gabriela Marcelino, orienta as mulheres a trocar os carboidratos refinados pelos integrais durante a tensão pré-menstrual. Isso porque “o alto teor das fibras destes alimentos vai evitar a prisão de ventre e desconfortos gastrointestinais que se acentuam com a TPM”, ela esclarece na matéria veiculada pelo Bem Estar.

Além disso, ela recomenda o aumento da ingestão dos carboidratos complexos como arroz integral, pães, cereais, aveia e tubérculos como batata, cenoura, beterraba, nabo, mandioca e inhame.

Mas e você? Sofre com os sintomas da TPM? Não esqueça de deixar o seu comentário e aproveite também para compartilhar a matéria com suas amigas e todas as mulheres que precisam de um alívio da tensão pré-menstrual.

5 teorias mais estranhas sobre filmes que fazem muito sentido

Matéria anterior

6 mentiras que aprendemos sobre relacionamentos vendo séries

Próxima matéria

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.