Confira as 10 espécies recém-descobertas mais surpreendentes do mundo

POR Rafael Miranda    EM Curiosidades      11/12/14 às 00h00

Todos os dias são feitas diversas descobertas nos mais variados campos da ciência. Muitos animais são descobertos todos os anos e até por acaso. Existem muitos relatos de pessoas que foram simplesmente passear e acabaram encontrando novas espécies de seres vivos.

Atualmente existem catalogados aproximadamente 1,2 milhão de espécies dos mais variados seres vivos. Uma pesquisa recente divulgada pela BBC sugere que existem 6,8 milhões de animais, 567 mil fungos e 90 mil plantas não conhecidas. Para se ter ideia, todos os anos em torno de 15 a 20 mil espécies são descobertas.

Você vai conhecer agora algumas espécies que foram descobertas recentemente:

Olinguito

1

Sua descoberta foi revelada em 15 de agosto de 2013 por Kristofer Helgen, curador do setor de mamíferos do Museu Nacional de História Natural do Instituto Smithsoniano. Helgen descobriu amostras das espécies guardadas em um museu de Chicago e, utilizando testes de DNA, conseguiu a confirmação da nova espécie.

Trata-se da primeira descoberta de uma nova espécie da ordem Carnivora na América em 35 anos. É uma espécie com hábitos noturnos e vive nas árvores. Os olinguitos são muito semelhantes aos olingos, mas são menores, têm caudas e orelhas menores, um focinho mais redondo e pelo castanho mais escuro e abundante. Ele possui, em média, 35 centímetros de comprimento e 900 gramas.

Anêmona Andrill

2

Essa espécie vive na geleira Ross, na Antártida. É a primeira anêmona-do-mar que vive no gelo. Algumas pesquisas estão sendo feitas para descobrir  como ela consegue viver em meio a um ambiente tão frio.

Caramujo-das-cavernas

3

É uma espécie de caracol terrestre oriundo de cavernas, um Pulmonado da família Ellobiidae. É uma espécie muito pequena com uma concha de até 2mm de altura, e uma largura a cerca de 1mm. São completamente cegos e possuem conchas translúcidas, com 5 ou 6 espirais. A segunda espiral de suas conchas tem uma forma de domo. São extremamente lentos, podendo depender de transporte passivo através de grandes animais aquáticos ou água corrente.

Camarão esqueleto

4

Ele não é de fato um camarão. Jose Manuel Guerra-García, especialista da Universidade de Sevilla, na Espanha, e principal autor do estudo, percebeu que o "camarão" era uma espécie nunca antes reconhecida durante uma visita em 2010. Os machos da espécie medem apenas 3,3 milímetros, e vivem em uma caverna a aproximadamente 9 metros abaixo da superfície do oceano em Istmo Reef, local popular de mergulho no mar da Ilha Catalina.

Dragoeiro de Kaweesak

5

Essa árvore foi descoberta nas montanhas de pedra calcária das Províncias Loei e Lop Buri, na Tailândia. Ela mede 12 metros de altura, tem folhas em forma de espada e flores cor de creme com filamentos laranja.

Laranja Penicillium

7

Penicillium vanoranjei é um fungo de cor laranja descrita pela primeira vez em 2013 a partir de amostras coletadas na Tunísia. Foi nomeado após o Príncipe de Orange Willem Alexander, para comemorar sua coroação como rei dos Países Baixos.

Gecko cauda de folha

6

Ele consegue se camuflar principalmente devido sua cauda que parece uma folha. Nativo da Austrália, esse lagarto tem hábitos noturnos.

Tinkerbell Fairyfly

8

Essa vespa parasitoide ganhou esse nome em homenagem à Sininho de Peter Pan. Ela foi achada na Estação Biológica LaSelva, na Costa Rica.

Ameba do Mediterrâneo

9

Essa ameba mede entre 1,5 e 2 centímetros. Ela se alimenta de invertebrados e foi encontrada na costa sudeste da Espanha.

Micróbios da "sala limpa"

10

Esses micróbios foram descobertos na Guiana Francesa e na Flórida. Eles são bastante resistentes à alterações no PH do ambiente e à altas temperaturas.

 

 

 

Rafael Miranda
Jornalista viciado em memes e amante da cultura pop.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+