Conheça 4 verdades sobre a natureza que derrubam muita coisa que você aprendeu na escola

POR Thamyris Fernandes    EM Mundo Afora      27/09/14 às 23h38

Por mais confiáveis que sejam as informações que a gente aprende no colégio e nos livros de Ciências, é preciso saber que não existem verdades absolutas e incontestáveis sobre o mundo. Tudo que a gente aprende a fazer e cada novo dado que captamos está sujeito a ser alterado ou completamente substituído dentro de algum tempo.

Mas, não pense que isso é ruim. Novas informações são conhecidas graças a pessoas por aí que não se contentam com o "ultrapassado" e estão sempre prontas a fazer novas descobertas. (Clique aqui para ver também as tecnologias que os humanos plagiaram da natureza).

Hoje, por exemplo, listamos alguns fatos sobre a natureza que você provavelmente não conhecida e que derrubam muitas das coisas que você andou aprendendo em tantos anos de aulas de Geografia. Confira:

4. O Monte Everest oscila para o lado e não para cima

1

Uma das montanhas mais altas do mundo, o Everest conta com 9 mil metros de altura. Conforme especialistas, o monte surgiu há cerca de 50 milhões de anos, quando o subcontinente indiano começou a se deslocar do sul do Equador em direção ao norte. Foi a eventual colisão com a Ásia que acabou criando o Himalaia e, de brinde, o Everest.

Até aí tudo bem. Mas será que o monte ainda está crescendo, uma vez que a colisão Índia-Ásia ainda está em curso?

Especialistas afirmam que o tamanho do Everest está sendo monitorado com frequência, por isso, eles podem afirmar que esse crescimento não está acontecendo, pelo menos não de forma significativa desde 1995. Por outro lado, está sendo observado uma movimentação crescente do Everest lateralmente, na direção nordeste a uma velocidade de 42 milímetros por ano!

De forma geral, hoje em dia isso significa que, se uma pessoa escalar a montanha vai acabar concluindo sua rota com quase 3 metros a nordeste de onde Sir Edmund Hillary e Tenzing Norgay chegaram, em 1953, ao concluírem a escalada.

3. Mauna Kea é a montanha mais alta do mundo

2

Então você achava que esse título pertencia ao Everest? Pois fique sabendo que há anos pesquisadores corrigiram essa informação. Segundo eles, na verdade, a montanha mais alta da Terra é chamada Mauna Kea e está na ilha do Havaí. Ela roubou esse título do Everest quando os cientistas descobriram que, por ser uma montanha vulcânica, a maior parte de sua dimensão fica escondida abaixo do nível do mar.

Segundo informações oficiais, desde a base até o topo, Mauna mede mais de dez mil metros. Cerca de metade da ilha de Havaí é ocupada pela montanha, que é composta por lavas e está em processo de formação há milhões de anos.

2. Os tornados são invisíveis

3

Sabia que os tornados, na verdade, não são visíveis? Segundo estudiosos, tecnicamente, o que vemos é uma nuvem de condensação composta de gotas de água e de sujeira, que os tais funis de ar levantam do chão.

Outra coisa surpreendente sobre os tornados é que, até hoje, não é possível dizer ao certo como eles começam a se mover para baixo, a partir da superfície do chão. Isso porque, na verdade, eles se formam no céu, durante tempestades que apresentam correntes de ar muito fortes.

Alguns cientistas apostam que esse fenômeno está relacionado com as diferenças de temperatura das correntes de ar ao longo do próprio tornado e do ambiente por onde ele passa. Além disso, como explicam, o vapor de água se condensa normalmente dentro do funil de rotação do ar à medida que desce da supercélula, mas os tornados podem começar a causar estragos na terra muito antes do funil ter se formado completamente.

1. As nuvens pesam toneladas

4

Quando olhamos para o céu e nos deparamos com nuvens brancas e flutuantes, fica difícil imaginar que elas pesam mais que uma pequena quantidade de algodão. A verdade sobre as nuvens, no entanto, é que elas são realmente muito pesadas e chegam a ter 500 toneladas! Incrível, não?

De acordo com os estudiosos sobre o assunto, esse peso todo é justificado pelos milhões de gotículas de água que elas acumulam. E mais: apesar do peso exorbitante, elas ainda podem flutuar porque a atmosfera em torno delas é também muito pesada.

E aí, sabia de algum desses fatos?

Thamyris Fernandes
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+