Conheça o artista com paralisia cerebral que fazia ilustrações incríveis com a máquina de escrever

POR Fatos Desconhecidos (Acervo)    EM Curiosidades      07/05/15 às 20h50

A máquina de escrever foi um instrumento importante para muitos escritores e roteiristas de sucesso. Com a ajuda dela, várias obras conhecidas ganharam forma.

No entanto, a máquina de escrever contribuiu com o mundo da arte muito mais do que você pode imaginar, pelo menos no caso da artista norte-americano Paul Smith.

Smith nasceu com uma grave paralisia cerebral. As suas limitações motoras não permitiam que ele usasse pincel ou lápis, dessa maneira ela utilizava 10 caracteres da máquia de escrever para fazer desenhos realistas.

O artistas conseguia retratar perfeitamente pessoas e também lugares. Com o passar dos anos, e com a técnica aperfeiçoada, ele também foi capaz de utilizar cores, texturas e sombras usando apenas as teclas.

Paul viveu a maior parte da sua vida em um asilo, os funcionários do asilo e seus colegas afirmavam que a sua companhia era tão boa quanto a sua arte.

Smith morreu em 2007 aos 80 anos de idade, mas algumas de suas obras permaneceram fixadas nas paredes dos corredores da casa de repouso.Veja algumas das ilustrações do artista:

a1 a2 a3 a4 a5

a6 a7 a8 a9

Para conhecer melhor a vida e a obra de Paul Smith você também pode assistir ao vídeo:

 

Fatos Desconhecidos (Acervo)
Acervo, matérias feitas antes do ano de 2015.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+