Curiosidades

Conheça o laser que ajuda a identificar problemas mentais só pela escrita

0

A caligrafia diz muito sobre uma pessoa. Existe toda uma análise por trás da letra, que verifica os traços de personalidade de alguém. Até mesmo em algumas entrevistas de emprego, os empregadores utilizam o método da análise da caligrafia, para identificar os empregados em potencial para a sua empresa.

Com toda a tecnologia existente hoje em dia, as pessoas não pensam muito sobre o que a escrita em papel significa. Na verdade, essa atividade é praticamente obsoleta hoje. Mas há pouco tempo, escrever em papel era algo muito comum. E por mais que as pessoas estejam escrevendo menos em papel, isso pode, na verdade, ser um fator aliado. E mostrar problemas que as pessoas nem desconfiam que têm.

E com as tecnologias cada vez mais avançadas, é possível descobrir coisas através da forma como a pessoa escreve. Um método novo de análise da escrita foi desenvolvido, pelos físicos da Universidade Nacional de Pesquisa Nuclear (MEPhI), da Rússia.

Escrita

Eles usaram um laser e estudaram a biomecânica do movimento das mãos para detectar problemas mentais. “Os impedimentos de escrita, em muitos casos, estão relacionados a distúrbios do desenvolvimento neurológico”, diz a pesquisa, que foi publicada na revista Laser Physics Letters.

Os distúrbios, inclusos na lista, são vários. Como por exemplo, o transtorno do déficit de atenção e  hiperatividade, coordenação do desenvolvimento, autismo e doença de Parkinson.

Além do movimento das mãos, os cientistas também mediram a velocidade da escrita. E a pressão exercida pelo lápis ou caneta no papel. Eles conseguiram fazer isso, através da dispersão dinâmica da luz.

“Ao penetrar em mídia densa e não transparente, como papel, a luz do laser se espalha por seus elementos estruturais internos e se desintegra em vários feixes de luz muito finos. As partes dispersas da luz interferem, formando áreas de interferência positiva e negativa chamadas pontos de laser”, explica a pesquisa.

Padrão

De acordo com Igor Meglinski, o principal autor da pesquisa, “o método de análise a laser de motocicleta é muito sensível a impactos mecânicos, mesmo que essas alterações sejam feitas no nível micro ou nano”.

“Todas as alterações nas propriedades estruturais e físicas são registradas por uma câmera digital de alta velocidade. Posteriormente, um algoritmo computacional especial calcula e restaura as informações sobre o movimento do lápis ou caneta em três dimensões de tempo”, continua a explicação.

E a implementação experimental dessa técnica requer apenas um laser simples e uma câmera padrão, para que as imagens sejam obtidas. Esse método é uma ferramenta econômica, acessível e prática, para que os recursos da escrita à mão sejam avaliados.

Método

O método foi usado, pela primeira vez, para examinar os recursos da escrita à mão. Mas ele ainda precisa de um desenvolvimento adicional. Para se tornar uma ferramenta prática, para a avaliação rotineira da escrita do dia a dia.

O objetivo é que eles consigam usar essa técnica na criminalística. Para analisar e investigar características especiais da escrita de criminosos, suas vítimas e testemunhas de crimes.

Além desse intuito, de usar o ícone em casos de crime, Meglinski considera também que o seu método seria bastante eficaz para trabalhar com crianças. E com esse uso, se possível verificar o progresso de qualquer doença neurodegenerativa e mental, como por exemplo o autismo, epilepsia e esquizofrenia.

Conheça Calvin Ellis, o Superman da Terra 23

Matéria anterior

Você é capaz de passar no vestibular da Harvard de 1869?

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Fatos Desconhecidos Nós gostaríamos de enviar notificações dos últimos conteúdos e atualizações que fazemos.
Dismiss
Allow Notifications