Conheça o 'ponto do marido', a prática polêmica que médicos fazem em mulheres no pós-parto

POR Mateus Graff    EM Ciência e Tecnologia      06/06/18 às 18h38

A Fatos Desconhecidos resolveu trazer um assunto muito sério para os nossos leitores hoje. Vocês já ouviram falar em 'ponto do marido'? Imaginem uma mãe que acabou de dar a luz por parto normal e escuta o médico dizendo algo como: "vou dar mais um ponto do marido para ficar mais apertado".  Dar ponto depois do parto é normal, porém, esse tal 'ponto do marido' não.

A ginecologista e obstetra Flávia Maciel Aguiar, coordenadora do grupo Geração Mãe, de Ribeirão Preto, explica que "o ponto do marido é um ponto que se faz ao término da sutura de uma episiotomia, onde se 'aperta' a entrada da vagina, com o intuito de torná-la mais estreita, teoricamente aumentando a satisfação sexual do marido."

Bom, a gente explica para vocês por que essa prática é tão polêmica.

O polêmico 'ponto do marido'

Durante um parto normal, existe um procedimento muito realizado em hospitais que se chama episiotomia. Esse procedimento consiste em um corte no períneo, o que muitos médicos dizem que facilita na saída do bebê, mas isso nunca foi provado.

Depois é preciso fechar a episiotomia, certo? E é aí que chega a hora do 'ponto do marido'. Em muitos casos, além de fechar o corte, as equipes médicas dão um ponto a mais, mas sem necessidade. O nome 'ponto do marido' faz referência ao fato de que muitos médicos se acham no direito de fazer um ponto a mais no períneo da mulher para deixar a entrada do canal vaginal mais apertado. O objetivo? Fazer com que o homem sinta mais prazer a hora das relações sexuais.

O que pouca gente sabe é que isso é ilegal e configura como uma grave tipo de violência obstétrica. Esse procedimento pode comprometer a autonomia da mulher sobre seu própria corpo. Essa prática faz o bem estar de uma mulher correr risco (já que a prática resulta em dores no pós operatório e dores durante as relações sexuais) tudo em nome da satisfação masculina. O mais absurdo é que em muitos casos essa prática é feita sem a autorização da mulher.

Muitas mulheres já relataram ter perdido para sempre o prazer sexual, outras se posicionam favoravelmente à prática. Mas e você, qual a sua opinião sobre o assunto? Não esqueça de comentar aqui embaixo.

Mateus Graff
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+