Conheça o remédio que pode nos deixar mais inteligentes

POR A redação    EM Ciência e Tecnologia      29/08/15 às 18h37

Imagine se você toma um comprimido e ele te deixa mais inteligente? Será que isso realmente acontece? Seria a solução para aqueles que tem uma certa dificuldade em aprender?

Muitas pessoas fazem o usos de drogas para turbinar seu raciocínio. Entre as substâncias mais corriqueiras nesse uso podemos citar a cafeína, efedrina e a ritalina. Os relatos pessoais atestam melhoria em diversos aspectos, mas fica uma dúvida. A que preço vem isso? A droga é realmente segura? Será que todos nós podemos usar? No Brasil, os médicos relatam que cada vez mais os estudantes têm ido ao consultório em busca do medicamento.

O modafinil é um remédio originalmente produzido para o tratamento de narcolepsia (situação patológica caracterizada pelo sono excessivo). Agora é estudado como um "impulsionador" do cérebro, que poderia aumentar funções importantes relacionadas ao planejamento, tomada de decisões, flexibilidade, aprendizagem, memória e criatividade.

modafinil_200mg_tablet_front-blisterl_and_tabs

Sua principal ação consiste em aumentar a concentração de dopamina, norepinefrina, acetilcolina e serotonina na fenda sináptica. Esses neurotransmissores tem relação direta com estado de alerta e sono. Tem como resultado o aumento do poder de concentração e a diminuição do sono. Isso mesmo!

Uma equipe de pesquisadores comprovaram que de fato, o modafinil, aumenta as atividades do nosso cérebro. Vale lembrar que essa constatação não fará que seu médico prescreva uma receita para você realizar uma prova. Os cientistas ainda não tem uma conclusão sobre os efeitos que o medicamento traz.

Mas através de alguns resultados, a substância eleva o nível de serotonina que pode prejudicar nosso humor, além de apresentar alguns efeitos colaterais que podem ser prejudiciais à saúde como irritabilidade, excitação, tontura, tremores, dores de cabeça, náuseas, pressão alta e palpitações.

O medicamento pode ser um risco para as pessoas com problemas cardíacos ou circulatórios, precipitando arritmia e problemas vasculares. Em contra partida, existem pessoas que afirmam ter usado o medicamento por diversos anos consecutivos, sem qualquer efeito colateral e ter conquistado vários benefícios. Vale lembrar consultar o médico antes de qualquer tipo de uso!

thumb-33408-electric-brain-resized

Apesar de muitos dizerem que o uso desses estimulantes de inteligencia seja magnífico e não acarreta efeitos colaterais, não está totalmente claro os efeitos que eles podem causar. Existem maneiras saudáveis que de planejar seu tempo e instigar sua mente, para obter os resultados que você precisa. A começar pela dieta e atividade física.

Faça valer sua inteligencia, desde já, opte pelo caminho mais saudável para alcançar seus objetivos. Já ouviu falar no teste Q.I de inteligência? Ele pode te ajudar a averiguar o número que descreve sua inteligência! É simples: O COEFICIENTE INTELECTUAL é uma relação entre a IDADE MENTAL com a IDADE FÍSICA/CRONOL"GICA multiplicada por 100. Veja como funciona, e se quiser, faça também!

formula-teste-de-qijpg

Fonte: History 

 

 

A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+