CuriosidadesHistóriaMundo Afora

Conheça Sealand o menor país do mundo

0

Todo mundo que trabalha das 8 às 18, ouvindo ladainha do patrão e sem ter tempo pra nada com certeza já se questionou se isso é tudo que a vida tem pra oferecer. Quem não queria viver numa ilha paradisíaca, cercada de água fresca, peixes e privacidade?

Muitos de nós, com certeza, já. Se você ainda não, tenha paciência, todo mundo entre os 20 e 30 decide que quer dar uma de natureba cedo ou tarde, e sua fase vai chegar. Todavia, será que você chegará ao nível de Roy Bates, que chamou de sua uma ilha naval do exército no Sudeste britânico?

Construída sob duas torres maciças, num local de águas agitadas, onde o único acesso possível é de helicóptero, esse posto de defesa era apenas alvo de uma viagem familiar, mas acabou como muito mais que isso. Idealizada para ocupar 200 homens, a “ilha” foi ocupada e transformada em lar após uma visita natalina que Bates, ex-oficial da Marinha britânica, fazia no local com sua esposa e filhos, em 1966.

Seis meses depois, declarou-se príncipe do local, e, sem concorrência, tornou-se rei da então batizada “Sealand” (“terra do mar”, em tradução literal). Aqui um vídeo contando mais sobre essa tomada de posse:

Se você que para por aí, confira o desdobramento desse improvável reino: em 1967, o Rei Roy fez de sua família o principado real, e criou uma bandeira, brasão e até mesmo lema para o local, “E mare, libertas”, que significa “do mar, a liberdade”. Ainda foram feitas a Constituição do local e até mesmo o hino, que você pode ouvir abaixo:

Apesar da improbabilidade, o local já sofreu tentativas de invasão, enquanto Roy estava longe, mas em um twist cinematográfico, o rei expulsou os invasores e os obrigou a pagar uma indenização de 35 mil dólares.

Com a popularização toda e o status de cult que a ilha tem recebido na internet, várias propostas já surgiram, como usar o local para abrigar os servidores do MegaUpload e até a construção de um cassino, já que o local, sendo uma nação soberana, não precisa seguir as leis do “resto” do mundo. 50 pessoas moram lá com Roy, atualmente, mas esse número muda constantemente.

Se gostou, confira também outras 9 comunidades nas quais você pode morar gratuitamente ou quase gratuitamente, especialmente se você não se importa em ter vizinhos malucos.

Por que esquecemos os nossos sonhos quando acabamos de acordar?

Matéria anterior

Fisiculturismo extremo: o impressionante antes e depois

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos