Debaixo da casa dessa mulher algo inacreditável está guardado

POR Diogo Quiareli    EM História      12/04/17 às 16h59

O mundo é um imenso berço de surpresas e todos nós já sabemos disso, não é mesmo? Coisas do passado tendem a voltar a tona hora ou outra e nos assombrar, como fantasmas... e em alguns casos, fantasmas de fato. Aqui mesmo no nosso site já publicamos algumas matérias sobre esse assunto e várias coisas envolvendo o mundo antigo. Desde como as pessoas se vestiam até as invenções ou estilo de lazer, ou seja, a vida como um todo. Não podemos falar de passado sem antes falar sobre peças arqueológicas que puderam ser encontradas hoje em dia e carregavam grandes histórias que serviram até para desvendar certas coisas da nossa atualidade.

Não precisamos ir muito longe para descobrir algumas histórias de deixar nossos cabelos em pé e a gente com aquele ar assustado. Aqui mesmo, no Brasil, já presenciamos grandes histórias envolvendo o mundo antigo que se tornaram notícias mundialmente famosas. A história de Dona Merced Guimarães, uma empresária carioca ganhou destaque nas grandes mídias do país e você vai ficar surpreso com o motivo. Antes de apresentarmos a vocês, gostaríamos de lembrar que aqui no Ultra já falamos muito sobre o passado e coisas desse meio e por isso deixaremos alguns links para que possam conferir algumas matérias com apenas um click e em seguida apresentaremos a história dessa senhora para vocês. Confiram:

16 imagens históricas que mostram o passado de uma nova perspectiva17 invenções mais bizarras do século passado17 incríveis pinturas que mostram o passado encontrando o futuro4 fotos que misturam o passado e o presente de uma forma incrível19 fotos antigas que mostram que as pessoas do passado são muito mais elegantes.

O Rio de Janeiro foi um porto para os escravos que vinham da África para o Brasil. Como muitos sabem, o transporte era feito em navios e demorava muito tempo pois é muito longe. Por esse motivo, muitos escravos morriam ou chegavam muito magros aqui, e eram enviados para as chamadas "casas de engorda" para ganharem peso e assim aguentar o trabalho que eram obrigados a realizar. Aqueles que não aguentavam essa "pressão" acabavam morrendo e assim indo para o maior cemitério de escravos do país.

Esse cemitério foi descoberto por acaso há dezoito anos durante uma reforma na casa da empresária Merced Guimarães. Durante uma reforma em sua casa os pedreiros que trabalhavam no local começaram a encontrar diversos ossos. A estimativa é de que em baixo de sua casa há pelo menos 50 mil escravos enterrados e por incrível que pareça a mulher e sua família não tem medo, como seria costume de muitas pessoas.

"A gente estima que se tenha aqui debaixo enterradas mais de 50 mil pessoas. Eu acho que isso aqui é uma missão, eu já pego como uma missão, de ser a voz de 50 mil, que foram jogados como se fossem lixo. Tem gente que não entra aqui comigo e eu falo ‘Nossa, por quê? Você tem medo de cemitério? Tenha medo de vivos, não tenha medo de mortos.’", diz a empresária.

Ela chegou a transformar o local em um pequeno museu que revelam muitas coisas do passado graças a uma série de estudos que tem feito.

E você, teria coragem de continuar morando nesse lugar? Comenta pra gente aí em baixo e compartilhe com seus amigos.

Via   G1  
Imagens Facebook
Diogo Quiareli
Diogo Quiareli, 23 anos, Gay, Publicitário, Goiano raiz, Geminiano nato e Infinito. Apaixonado por League of Legends, RBD, Glee, astrologia e redação.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+