• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

É isso que sabemos até agora sobre a mulher que atirou e se matou na sede do Youtube

POR Mateus Graff    EM Curiosidades      04/04/18 às 17h29

Foi na última terça-feira (03) que uma mulher morreu depois de disparar alguns tiros dentro da sede do Youtube na Califórnia, nos Estados Unidos. Felizmente ela não matou ninguém, mas feriu três pessoas antes de tirar a própria vida. As vítimas estão sendo tratadas em hospitais e segundo o o porta-voz do Zuckerberg San Francisco General Hospital, um homem de 36 anos de idade está em estado crítico.

No mesmo hospital também se encontra as outras duas pessoas que foram feridas, uma mulher de 32 anos e outra de 27. Mas o que realmente aconteceu? Quem é a mulher que se matou na sede do Youtube? O que motivou essa mulher a entrar e fazer disparos? Isso é o que nós vamos contar para vocês nessa matéria.

O ataque

Funcionários do YouTube relataram que Nasim estava em um pátio do lado de fora do campus da empresa. Dianna Arnspiger disse que estava no segundo andar quando ouviu tiros, foi até uma janela e viu Nasim atirando. Ela contou o seguinte: "Era uma mulher e ela estava disparando sua arma. Eu apenas disse "atiradora", e todo mundo começou a correr."

Zach Vorhies, engenheiro sênior de software da empresa, diz que também estava no segundo andar de um dos prédios e que viu Nasim falando: "Vem me pegar".

Depois de se esconderem, os funcionários ligaram para emergência. Quando a polícia chego no local eles encontraram uma das vítimas baleada e, minutos depois, a atiradora morta.

Quem é a atiradora?

A polícia local diz que a atiradora entrou no local por volta das 13 horas (17 horas no horário de Brasília) e começou a fazer disparos. A mulher se chamava Nasim Aghdam e tinha 39 anos de idade. O curioso é que Nasim tinha 4 canais no Youtube em inglês, turco e na língua persa. Outro canal da atiradora era voltado para o artesanato.

Nasim se descrevia no Youtube da seguinte forma: "Uma atleta vegana e a mais conhecida e famosa ativista de direitos dos animais na Pérsia, promovendo o veganismo e o estilo de vida saudável e humano."

Seus canais do Youtube tratavam de assuntos como vida saudável, críticas às autoridades e à cultura popular, promoção do veganismo e denuncias de crueldade contra animais.

Existia alguma motivação para cometer o crime?

Um site, aparentemente ligado à conta de Nasim no Instagram, ela fazia uma reclamação de sabotagem por parte do Youtube. Ela disse que houve uma queda na quantidade de visualizações e baixa monetização por seus vídeos.

Ela mostrou em imagens a queda dos views e questionava a remuneração do seu canal, dizendo o seguinte: "Minha receita para 300 mil visualizações é US$ 0,10?".

Nasim também acusava o Youtube de impor restrições de idade a um de seus vídeos de malhação. Segundo ela, enquanto seus vídeos de malhação eram censurados, vídeos impróprios para menores de Nicki Minaj e Miley Cyrus eram mantidos.

O pai de Nasim procurou a polícia um dia antes do crime. Ele relatou que sua filha tinha desaparecido e que não atendia o telefone. Ele também alertou que ela podia ir até a sede do Youtube e que Nasim odiava o Youtube e estava brava pelo fato do site não ter remunerado seus vídeos.

Será que esse crime teria sido cometido pelo insucesso de uma youtuber? Ainda não sabemos, mas queremos saber a sua opinião sobre a possível motivação do crime. Não esqueça de deixar seu comentário aqui embaixo.

Próxima Matéria
Via   G1     Gizmodo     G1     Gizmodo  
Mateus Graff
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+