• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

É possível "driblar" a velocidade da luz? Físicos aparentemente conseguiram

POR Lucas Curado    EM Ciência e Tecnologia      22/03/18 às 16h35

Calma, antes que você pense algo errado... Nós não estamos a um passo de viajar na velocidade da luz. O que os cientistas descobriram foi uma forma de transmitir informações "mais rápido" que a velocidade da luz. Se por acaso algum dia um astronauta estiver a um ano-luz da Terra, ele se comunicará mais rapidamente.

Utilizando um tipo de partícula específica, é possível emitir informações através de super distâncias. Dentro desse contexto, levaria um ano para essa partícula chegar do emissor ao receptor. Contudo, descobriu-se uma forma de "cortar pela metade" esse tempo, ou seja dobrar a velocidade dessa informação. Bom, mais qual seria a utilidade prática para isso dentro do mundo que nós vivemos? Você já ouviu falar de internet quântica?

Hoje a Fatos Desconhecidos traz para você uma matéria de outro mundo. Seria possível que alguma coisa "ignorasse" o conceito de que não há nada mais rápido que a luz? Talvez realmente não exista, mesmo assim, não quer dizer que estamos presos a essa distância. A cada dia que passa estamos descobrindo novos métodos e maneiras de lidar com as limitações. É possível "driblar" a velocidade da luz? Físicos aparentemente conseguiram.

Fótons de informação

Vamos pegar a ideia proposta na introdução. Um astronauta que está a um ano-luz de distância de sua base precisa emitir uma informação. Ele usar um Fóton para viajar no limite da luz com um código binário 0 ou 1 codificado no mesmo. Pelas leis da física, esse bit de informação levará 1 ano para chegar em sua base, ou seja, somente um ano depois a base receberá a informação... Da mesma forma ele receberá a "resposta" um ano depois de ser enviada imediatamente.

Segundo, um artigo publicado no periódico Physical Review Letters, é possível dobrar a velocidade da informação. Isso se baseia no conceito de entrelaçamento quântico. Para simplificar o entendimento, podemos entender que o fóton está em dois lugares ao mesmo tempo. Dessa forma, o astronauta manda uma informação codificada como 1 e a base como 0 ao mesmo tempo utilizando a mesma partícula. Quando os dois enviarem as partículas, a informação chegará na metade do tempo.

Se o astronauta mandou 1 e a base 0, a informação retornará como 1. Se a o astronauta e a base mandarem o mesmo valor, a informação chegará como 0. Nas duas situações, é possível saber a informação que cada um enviou, dessa forma, compreendendo a informação na metade do tempo esperado. Lembrando que isso está dentro do contexto de ambos terem a mesma partícula por conta do entrelaçamento quântico.

Colocando em prática

O entrelaçamento quântico está atrelado ao fenômeno chamado "ação fantasmagórica à distância", isto é, a ligação de dois objetos tão intensamente que eles podem ser considerados como um só em lugares diferentes. Se um fóton for dividido em duas partículas, essas duas partículas estarão, teoricamente, entrelaçadas. Em outras palavras, você tem um objeto em dois lugares ao mesmo tempo.

Foi exatamente o que as pessoas que apresentaram essa proposta teórica fizeram em um experimento. Usando divisores de feixe, fizeram este estar em dois lugares ao mesmo tempo. Ao fazer isso eles conseguiram realizar o que foi proposto na Physical Review Letters. Eles codificaram os fótons e conseguiram extrair a informação desejada dos mesmo. A partir disso, surge a possibilidade de criar uma configuração perfeita e segura para informações.

A internet quântica

Um computador quântico seria capaz de resolver questões complexas em muito menos tempo devido a velocidade de transmissão de informação do mesmo. Enquanto computadores convencionais podem ter somente um valor binário de informação, o quântico teria dois ao mesmo tempo (da mesma forma do experimento apresentado acima). Em outras palavras, isso permitiria que o computador realizasse cálculos simultaneamente.

Essa velocidade de cálculos e informações poderão permitir a descoberta de coisas novas rapidamente. Não somente isso, como também nós teremos uma troca de informações extremamente segura. Projetos para desenvolver esse computador já estão em andamento.

E aí, o que achou dessa matéria? Deixe seu comentário e até a próxima!

Próxima Matéria
Lucas Curado
Não só redator... Como também músico e compositor. Amante de um bom humor ácido e memes.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+