É possível viciar um dado?

POR Pietro Bottura    EM Curiosidades      16/08/14 às 20h41

Muita gente já morreu, seja na vida real ou em obras de romance, por roubar nos dados. Se você sempre se questionou se isso era possível ou não, e, melhor ainda, como fazê-lo, a Fatos Desconhecidos mais uma vez tira suas dúvidas. Mas saiba que não estamos incentivando ninguém a roubar em jogos, até porque isso termina mal, e sim a saber quando alguém está ganhando de você por mais do que sorte. Não é por magia nem técnica que a vitória é feita, e sim pela boa e velha trapaça antecipada, mesmo.

A técnica, conhecida há muitos séculos, é muito simples: basta deixar um dos lados do dado mais pesado que o outro, e para isso existem vários meios, praticamente imperceptíveis. Os mais comuns são através do derretimento e do uso de substâncias de pesos diferentes, como plástico e chumbo.

Calor

f_72361

Aquecer o dado num forno por dez minutos, ou no microondas por um. A face escolhida deve ficar voltada para cima, pois com o calor o interior do dado é derretido, e a parte de baixo fica mais pesada. Se o tempo for medido corretamente, isso não causa deformações em suas parte externa, e também não garante que toda vez o dado cairá da mesma forma (o que faz parte de um bom dado viciado). Usando o forno, pode ser que a superfície fique marcada, o que deixa o microondas na preferência.

Escondidinho

674x501_126266_1055004_1382622551

Com uma broca ou furadeira, a face que deverá ficar voltada para baixo tem furos feitos em sua numeração, e o material é substituído por outro mais pesado (por exemplo metal num dado de plástico). O furo deve percorrer apenas 1/4 do dado, ou rachaduras poderão acontecer. Dados transparentes são feitos assim para evitar esse tipo de truque, o que já mostra que esse método nem sempre funciona. Imagine tentar fazê-lo com os dados da foto.

Pietro Bottura
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+