• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Entenda porque a polícia chinesa está clonando seus cachorros

POR Diogo Quiareli    EM Ciência e Tecnologia      21/03/19 às 16h26

A clonagem é um processo de bastante evolução e poderá, um dia, se tornar algo bastante comum. Houve um caso marcante de clonagem, que foi da Ovelha Dolly, que nasceu no dia 5 de julho de 1996 e morreu em 14 de fevereiro de 2003. O animal marcou por ser o primeiro mamífero clonado com sucesso a partir de uma célula adulta. Os cientistas publicaram essa experiência no dia 22 de fevereiro de 1997. Nessa data, Dolly já tinha alcançado seu sétimo mês de vida. Ela foi criada por investigadores do Instituto Roslin, na Escócia, onde passou toda sua vida. Ian Wilmut levou os créditos pela clonagem, mas admitiu em 2006, que o maior responsável seria Keith Campbell. A polícia chinesa entrou nessa.

Outra coisa que está chamando a atenção é o trabalho de chineses envolvendo a clonagem. Cientistas da província de Yunnan, sudeste do país, clonaram uma cadela que atua nas forças armadas da China. A cadela da raça cão-lobo de Kinming pertence à polícia local. O procedimento de clonagem foi feito pela Sinogene Biotechnology Company de Pequim. Eles fizeram uma parceria com a yunnan Agricultural University, contando com o apoio do Ministério da Segurança Pública.

A cadela é chamada de "Sherlock Holmes dos cães policiais". Ela foi clonada com o intuito de reduzir o tempo e o custo para treinarem esses animais. Huahuangma, de 7 anos, está na polícia da região há um tempo. Ela foi escolhida como "modelo" por ter sido reconhecida pelo Ministério da Segurança Pública, em 2016, por causa de suas contribuições na investigação de casos homicídio. A raça da cadela, também chamada de cão Kunming, é originária da China, embora seja bastante parecida com o Pastor Alemão.

Ela é conhecida por suas habilidades para serviços como resgate e detecção de minas. Kunxun, o primeiro cão clonado no programa, acabou de completar três meses de idade. Bastante saudável, o animal começará agora o treinamento em detecção de drogas e controle de multidões. Durante uma entrevista ao jornal Global Times, Zhao Jianping, vice-gerente da Sinogene, contou que espera tornar possível essa "produção em grande quantidade" de cães policiais clonados a fim de reduzir de forma significativa os tempos de treinamento.

Apesar dos planos, Jianping explica que esses custos de clonagem continuam sendo um grande obstáculo a ser superado. O treinamento de um desses cães policiais pode durar até cinco anos e custa em média 500 mil yuanes, que é equivalente a R$ 280 mil. No ano de 2005, os cientistas sul coreanos criaram o primeiro cão clonado do mundo. Após dois anos, o país começou a usar os cães clonados da raça labrador para farejar drogas no serviço de alfândega.

E aí, o que você achou dessa matéria? Acredita mesmo que a clonagem seja o futuro do nosso mundo? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu comentário é extremamente importante para o crescimento da nossa página e site. Aproveite para fazer um tour por nosso site e surpreenda-se com diversos tipos de matérias curiosas e listas ricas em informações. Utilize a barra de pesquisas no topo da página inicial.

Próxima Matéria
Diogo Quiareli
Geminiano, 24 anos, goiano.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+