• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Essa é a arma da NASA para desviar a rota de asteroides que ameaçam o planeta Terra

POR Lucas Curado    EM Ciência e Tecnologia      13/03/18 às 19h14

Se você já viu o filme de Michel Bay, Armagedom, que foi lançado em 1998, você já deve ter pensado no desespero que seria em ver nosso planetinha sendo ameaçado por uma rocha espacial colossal.  Bom, isso não é tipo de coisa que nós costumamos nos preocupar. Afinal de contas, o que nós podemos fazer? Se o planeta inteiro estiver prestes a ser destruído, com certeza não será pra lua que você irá "correr".

Felizmente, a NASA tem uma equipe de pesquisadores e cientistas que se preocupa com nossas vidas. Alguns anos atrás uma rocha espacial chamada Bennu foi identificada circulando a Terra. Se esse asteroide de 200 metros acertasse a Terra... Bem, com certeza faria um estrago. Claro, não tão caótico como o que atingiu a Terra a 66 milhões de anos atrás e que média em torno de 14 a 15 quilômetros de raio. A NASA já está trabalhando em "armas" para combater essas catástrofes.

Hoje a Fatos Desconhecidos traz para você quais são as soluções que estão sendo pensadas pela equipe que trabalha para não irmos pelos ares. O universo é um lugar "bem grande", ou melhor, infinito. Existem objetos e "coisas" tão inimagináveis nele que nós estamos simplesmente a deriva da sorte. O que nós podemos fazer é tentar nos defender do que nós temos certo "controle". Conheça a arma da NASA para desviar a rota de asteroides que ameaçam o planeta Terra

Bennu

As chances de colisão não são tão grandes assim, então você pode se acamar enquanto lê essa matéria. O risco gira em torno de 1 para 2700 e a rocha já esteve mais perto da Terra do que ela estará nos próximos anos. Apesar disso, um impacto direito poderia causar um tremendo dano, por isso devemos tomar precauções. A Nasa tem uma divisão por conta desse problema e desde muito tempo já desenvolvem planos para evitar um "Armagedom" em nosso planeta.

A Nasa fez uma estimativa de datas que esse asteroide poderia colidir com a Terra. Foram encontradas 78 dias que corremos o risco de sermos atingidos. Para evitar essa situação "desconfortável" para nosso planeta, eles desenvolveram duas soluções. A primeira se trata do uso de bombas nucleares e a outra de uma arma de impacto.

Projeto Hammer

HAMMER é sigla em inglês para Missão de Mitigação de Asteroide em Hipervelocidade para Resposta de Emergência (ainda bem que existe uma sigla para isso). As soluções são focadas para asteroides de até  500 metros de raio. A primeira solução é simplesmente lançar várias "naves" inabitadas para retardar o asteroide e tira-lo de sua rota. A segunda é basicamente a mesma coisa, porém com armas nucleares acopladas a mesma.

Contudo, o projeto também possuí seus riscos já que, se houver algum problema, a rota pode se direcionar para o centro da Terra. Em outras palavras, se algo der errado, aos invés do objeto pegar de "raspadão" ele vai acertar em cheio. Para isso dar 100%, que é o que todo espera, o objeto precisa ser identificado com antecedência e não ser um colosso como o dos dinossauros.  Dessa forma as naves vão acertar a rocha flutuantes a 35.405, 568 Km/H até que ela mude de rumo.

Previsões da Nasa

O asteroide quase nos acertou em 1999 e em 2005. Já os próximos encontros estão marcados para 2054 e para setembro de 2135. Em outras palavras, ainda existe um certo tempo para pensar em mais soluções e é exatamente o que está sendo feito.

O projeto HAMMER muito provavelmente não sairá do papel, já que outras medidas estão sendo desenvolvidas. Os pesquisadores desses campo devem tomar bastante cuidado e não serem apressados, um cálculo errado pode botar nossa raça inteira em perigo. Na verdade, o que essa equipe mais espera, é que nenhum desses planos jamais sejam usados... Bem, nesse caso, as probabilidades são bem menores, afinal de contas, uma hora ou outra, poderemos sofrer uma ameaça muito grave.

Próxima Matéria
Via   newsweek  
Lucas Curado
Não só redator... Como também músico e compositor. Amante de um bom humor ácido e memes.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+