Curiosidades

Essa é a maneira mais simples de descobrir se uma pessoa é confiável, de acordo com a ciência

0

Para muitas pessoas, o ato de confiar em alguém pode ser algo muito difícil. Seja por algum trauma ou só pelo fato de seus pais sempre falarem para ela nunca confiar em estranhos. O fato é que muita das vezes não há forma de saber se uma pessoa é confiável ou não, provavelmente só iremos descobrir isso quando for tarde demais.

Nem sempre é fácil desabafar ou falar seu segredos para alguém, não é mesmo? Bom, de acordo com um trabalho científico, sinais  visíveis de constrangimento, como a coloração da pele em um momento de vergonha, são sinais de virtude pessoal e podem indicar que quem os exibe é mais generoso e confiável. O estudo ainda indica que outros traços de timidez também são relacionados a confiabilidade: olhos voltados para baixo, esconder o rosto quando faz uma careta ou até mesmo cobrir o sorriso com as mãos em uma conversa.

A vergonha é uma condição psicológica e uma forma de controle religioso, político, judicial e social, consistindo de ideias, estados emocionais, estados fisiológicos e um conjunto de comportamentos, induzidos pelo conhecimento ou consciência de desonra, desgraça ou condenação.

Para chegarem a essa conclusão, os pesquisadores levaram em conta resultados obtidos por experiências feitas com mais de 100 pessoas que faziam depoimentos em vídeos. Entre as coisas que eles faziam nesse depoimento estavam: jogos de confiança e entrevistas para avaliar a relação entre o constrangimento e o convívio social.

Os pesquisadores ainda ressaltaram que atitudes que indicam constrangimento muito das vezes não passam o sentimento de vergonha após cometer algo que consideramos errado, mas sim entre pessoas que têm a consciência tranquila.

E ai, o que acharam da matéria? Comenta ai e não se esqueça de compartilhar com os amigos, lembrando que seu feedback é sempre muito importante.

7 costumes da hora de comer ao redor do mundo que você precisa conhecer

Matéria anterior

Essa é uma igreja comum, até que você começa olhar por diferentes ângulos

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar