Esse é o resultado fascinante de colocar o universo inteiro em uma só imagem

POR Diogo Quiareli    EM Ciência e Tecnologia      09/04/18 às 17h32

O que você consegue colocar dentro de uma única imagem? Dá para retratar um carro, uma casa, uma árvore e coisas maiores, como: prédios e até cidades. Mas já pensou como seria um universo inteiro dentro de uma única imagem? Bom, tudo que se conhece sobre ele foi colocado em uma fotografia. Essa obra foi criada pelo músico e artista Pablo Carlos Budassi, que se baseou em mapas logarítmicos do universo reunidos por pesquisadores da Universidade de Princeton, nos Estados Unidos. Também foram utilizadas algumas imagens produzidas pela NASA em suas observações com telescópios e sondas espaciais.

A representação de Pablo é bastante útil para os estudiosos, mesmo sendo bastante difícil compreendê-la. Quando se é leigo, apenas dá para admirar toda a sua composição e a riqueza de detalhes. Na ilustração, o nosso Sistema Solar está localizado no centro do círculo e tudo que se afasta é representado com uma escala que os deixa menor que o centro. Assim, as galáxias inteiras parecem serem menores que a Terra. A imagem é composta por colagens utilizando fotografias da NASA com algumas texturas criadas pelo próprio artista. Tudo segue a ordem determinada pelos astrônomos ingleses, incluindo as paredes do círculo que representam a radiação de micro-ondas cósmicas e um anel de plasma que surgiu com o Big Bang. Confira a imagem:

Mapas Logarítmicos

O retrato do universo que ganhou destaque em diversos portais do mundo foi baseado em mapas criados pelos astrônomos J. Richard Gott e Mario Juric, ambos da Universidade de Princeton. Eles usaram dados do Sloan Digital Sky Survey. Esse é o levantamento astronômico mais ambicioso já feito. Durante os últimos 15 anos, um telescópio óptico de grande alcance localizado no Observatório Apache Point, Novo México, Estados Unidos, foi responsável por capturar os mapas tridimensionais mais detalhados do universo. Isso inclui mais de 3 milhões de objetos astronômicos.

Esses mapas logarítmicos são a maneira mais útil de visualizar algo extremamente grande como o universo que conhecemos. Os mapas publicados na revista científica Astrophysical Journal, em 2005, podem ser utilizados por qualquer pessoa, basta pesquisar por eles na internet.

E aí, o que você achou da foto? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Via   Hypescience     Curiosity  
Imagens Taringa
Diogo Quiareli
Diogo Quiareli, 23 anos, Gay, Publicitário, Goiano, Geminiano e Infinito. Uma pessoa extremamente apaixonada pelo universo musical e amante do e-sport. Fiel a memória de RBD e Glee, além de alimentar diariamente a paixão por Katy Perry, Florence and The Machine e 30 Seconds to Mars.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+