Curiosidades

Estudantes têm melhor desempenho quando possuem representantes

0

Não é segredo que muitas crianças e adolescentes têm problemas na escola. Alguns amam ler, estudar e buscar mais conhecimento enquanto outros possuem dificuldade em prestar atenção e se interessar pelos conteúdos. O que pode contribuir para isso e como podemos melhorar? Pesquisas mostram que estudantes têm melhor desempenho quando possuem representantes.

Quando criança, Jamel Holmes sabia que queria ser professor. Por isso, passava seus dias brincando de soletrar e resolvendo tarefinhas de matemática com outros pequenos do seu prédio em Nova York. A questão é que, durante o ensino fundamental, ele não tinha um professor que se parecia com ele.

Foi só no sétimo ano que o rapaz teve o primeiro professor negro, o Sr. Emdin. Ele foi mais sortudo que muita gente, considerando que quase 80% de todos os professores dos Estados Unidos são brancos. Muitas pessoas passam pela escola sem ter um único professor não-branco. E por que isso causa impacto nas crianças?

Segundo pesqusias da Universidade John Hopkins, ter pelo menos um professor negro entre o terceiro e quinto ano do ensino fundamental diminui a probabilidade de um estudante negro abandonar o ensino médio até 39%. Isso também aumenta a probabilidade de um estudante de classe baixa se matricular em uma Universidade.

Dessa forma, outro levantamento publicado em Education Next mostrou que professores negros cobram mais de estudantes negros, o que contribui para o seu sucesso. Como os professores conseguem se comunicar melhor e encontrar pontos em comum com esses estudantes, a consideração e respeito aumentam. Pense na diferença entre ouvir ordens de uma pessoa da sua família e uma pessoa desconhecida que não sabe de nada da sua vida e suas dificuldades. É basicamente isso que acontece na cabeça de um estudante que não se vê no professor.

Diversidade na sala de aula

Já a diversidade ajuda estudantes brancos também! O laboratório educacional do REL Northwest descobriu que estudantes brancos com professores não-brancos conseguem desenvolver melhores habilidades de senso crítico e resolução de problemas. Além disso, sua criatividade e capacidade social e emocional são expandidas. Outra coisa que contribui para o melhor desempenho é o aumento de engajamento civil que ocorre. Como resultado, o estudante se vê mais parte de uma comunidade e se coloca em uma posição em que é necessário contribuir e resolver problemas em conjunto.

É comprovado que estudantes têm melhor desempenho quando possuem representantes, mas isso não vale só para os professores. Além disso, a representatividade também vale para o material educacional em si. “Conquistas aumentam quando estudantes veem suas identidades refletidas nos professores e no material escolar”, segundo Charles Best, fundador de DonorsChoose, uma organização que tenta diversificar o quadro de funcionários e os projetos em escolas.

Pesquisas também mostram que poucos estudantes não-brancos e de baixa renda entram nas salas de aulas com poucos livros, tecnologia e materiais escolares. Por isso, a organização de Charles Best se esforça em oferecer esses materiais.

O estudante virou professor

Acervo pessoal de Jamel Holmes

O Jamel Holmes virou um professor e agora dá aula para estudantes com necessidades especiais do sexto ano da mesma escola em que se formou. Ele usa o DonorsChoose para ajudar os seus alunos com materiais e projetos que não teriam acesso se não fosse por um professor que entende suas dificuldades. Com representantes, alunos podem ter um espaço seguro para fazer perguntas e aprender sobre os mais variados assuntos, se tornando acadêmicos interessados em construir um futuro para si.

Quem é Deolane: a advogada que se tornou um fenômeno na internet

Matéria anterior

Esse homem guardou uma rocha na esperança de ser ouro, mas na realidade é bem mais valiosa

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos