• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Existe um monumento na Lua que vai te emocionar

POR Bruno Destéfano    EM Ciência e Tecnologia      02/05/19 às 14h31

Às 12h18min, em 2 de agosto de 1971, o comandante David Scott, da Apollo 15, colocou uma escultura de alumínio de 8,5 cm de altura na superfície poeirenta de uma pequena cratera perto de seu veículo lunar. Naquele momento, a lua transformou-se em uma exposição intergaláctica, transcendendo tempo e espaço. Scott considerou o momento como um tributo aos heroicos astronautas e cosmonautas que deram suas vidas na corrida espacial. O monumento na Lua fica ao lado de uma placa listando os 14 profissionais do espaço que morreram até hoje.

O artista belga Paul van Hoeydonck é o criador da obra de arte "Fallen Astronaut", que fora previamente exposta na Waddell Gallery, em Nova York. A ideia de colocá-la na Lua foi da diretora da galeria, Louise Tolliver Deutschman. "Eu continuei contatando as pessoas e não parei até encontrarmos um caminho", escreveu em um livro de memórias inédito.

Apesar da inspiradora mensagem por trás, o projeto foi feito em sigilo. Só após a aterrissagem do Apollo 15 é que a existência da escultura foi revelada. Van Hoeydonck alega desconhecimento sobre a homenagem aos astronautas, além de não ter aprovado o nome do monumento na Lua. De qualquer maneira, ele sabia que o seu monumento seria colocado na Lua e isso era inimaginável naquela época.

Fallen Astronaut: um monumento na Lua

Na manhã de março, em 1969, o artista Paul van Hoeydonck estava visitando sua galeria em Manhattan quando se deparou com uma estranha conversa. Louise Tolliver Deutschman, diretora da galeria, estava fazendo um discurso enérgico para Dick Waddell, o proprietário. "Por que não colocamos uma escultura de Paul na lua?", ela insistiu. Antes que Waddell pudesse responder, van Hoeydonck entrou na conversa: "Você está completamente maluca? Como faríamos isso?". Deutschman se manteve firme. "Eu não sei", ela respondeu, "mas eu vou descobrir um jeito". E descobriu uma forma de colocar o monumento na Lua.

"A escultura tinha que ser pequena, e o comandante Scott me disse que não era permitido que houvesse qualquer raça ou gênero. Além disso, deveria ser capaz de resistir ao frio e ao calor extremo. Então eu tive que projetar uma coisa assim", diz van Hoeydonck sobre o processo de criação. O retro-futurista e espiritual overtones de suas outras esculturas na maior parte foram desconsideradas em razão das circunstâncias especiais (ou espaciais, no caso). "Eu já fiz melhor. Não é o melhor van Hoeydonck", conta.

Mesmo assim, o artista ficou emocionado porque sua arte estava cruzando um caminho para além da Terra. Ele esperava que, em breve, fosse "maior que Picasso". Bom, as coisas não aconteceram da forma que o artista esperava. Escândalos e conflitos obscureceram uma das conquistas mais extraordinárias da Era Espacial.

Conquista agridoce

O monumento na Lua inspirou não só a celebração, mas o escândalo. Em três anos, a galeria de Waddell faliu. Scott foi perseguido por uma investigação do Congresso e deixou a NASA em termos instáveis. Van Hoeydonck, acusado de lucrar com o programa espacial público, recuou para uma modesta carreira na Bélgica. Agora, ambos com 80 anos, Scott e van Hoeydonck ainda se vêem injustamente difamados em blogs e páginas da Wikipedia.

A mensagem da escultura é emocionante e nos mostra o lado artístico do autor. Isso é fato. Entretanto, a história por trás não é somente feita com flores, assim como deu para perceber.

Apesar de tudo isso, o monumento na Lua continua representativo. Governos vêm e vão, o sentimento público aumenta e diminui, mas o sonho de alcançar as estrelas continua vivo junto com a escultura lunar. O Fallen Astronaut estará eternamente pendurado a 238.000 milhas acima de nossas cabeças.

Você já conhecia a história com mais profundidade? Tem alguma curiosidade que queira acrescentar? Não se esqueça de deixar o seu comentário.

Próxima Matéria
Bruno Destéfano
Escritor, fotógrafo e jornalista // Deixe que o conhecimento te revolucione de dentro para fora.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+