Curiosidades

Fatos surpreendentes sobre a Austrália

0

A Austrália é o país mais peculiar do mundo. No lugar, podemos ver diversos animais diferentes, além de algumas situações bem estranhas, como teias de aranha que parecem neve ou uma guerra contra emus! 

Assim, nada melhor do que uma lista de curiosidades para entender um pouco mais sobre este maravilhoso lugar! Confira, aqui, estes fatos:

Praias

A costa da Austrália tem 50 mil quilômetros e é composta por cerca de 10 mil praias. Isto é, você pode conhecer diariamente uma nova praia australiana por cerca de 27 anos seguidos. 

A aranha mais perigosa do mundo!

A aranha da espécie atrax robustus, mais conhecida como aranha-teia-de-funil, é um dos aracnídeos mais letais do mundo. Afinal, suas presas conseguem penetrar em sapatos e unhas humanas. Elas geralmente são encontradas na Austrália e no início desse ano causaram preocupação no país, já que seu veneno é extremamente perigoso para humanos. 

Guerra contra emus

Certa vez, em 1932, o exército australiano declarou guerra aos emus. As aves são endêmicas da Austrália e, após migrarem atrás de comida e água, apresentaram um grande perigo às plantações de trigo do país. Dessa forma, os militares tentaram se livras das aves, porém, não foi possível e os emus venceram a guerra. 

Emprego diferente

Na Austrália, você pode contratar um “confessor de caixão”. Essa profissão surgiu recentemente com Bill Edgar, que é contratado pelos falecidos para entrar de penetra no funeral e revelar seus segredos para sua família e amigos. 

Diversidade

O país com a maior diversidade de répteis no mundo é a Austrália, com mais de 750 espécies diferentes. 

Animais felizes!

Alerta fofura! Esses são os cangurus de árvores que vivem na Austrália e na Nova Guiné. Esses marsupiais fofos estão cada vez mais raros por conta da caça ilegal e da destruição de seu habitat natural. 

Lesma gigante

Na Austrália existe uma lesma gigante, rosa-choque e que come outras lesmas. A espécie Triboniophorus aff. graeffei é encontrada em uma única floresta isolada próxima à um vulcão extinto. 

Segurança

Apesar de ser conhecida como um lugar abarrotado de animais perigosos, a Austrália na verdade é um dos lugares mais seguros de se viver. Uma pesquisa feita pelo Instituto Australiano de Saúde e Bem-Estar mostra que, entre 2000 e 2013, morreram, em média, apenas duas pessoas por picada de cobra por ano, uma morte anual por ataque de tubarões e 0 por picadas de aranhas, sendo a última morte por esse motivo há mais de 40 anos. A título de comparação, de acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil teve mais de mil mortes por picada de cobra entre 2010 e 2020.

Neve de aranha

Foto: Leslle Anne Schmidt

Para que neve quando se tem aranhas? Essa é a Austrália na época da chamada “temporada de aranhas”, toda essas coisas brancas são teias dos temidos aracnídeos.

Canguru bombadão

Este é o canguru Roger, ele ficou famoso por ser musculoso e grande. Isso porque o animal tinha 2 metros e 89 kg. Ele viveu até os 12 anos, o que é considerado muito para cangurus e acabou morrendo de velhice, em 2018. Roger viveu no santuário de cangurus em Alice Springs, na Austrália, onde chegou ainda bebê depois de sua mãe ser atropelada por um carro. O que você faria se desse de cara com Roger? 

Lagostas de árvores

A “Ball’s Pyramid” é uma rocha de mais de 560 metros de altura, remanescente de um antigo vulcão que emergiu do mar há aproximadamente 7 milhões de anos. Em 2001, durante uma expedição ao local, foram encontrados na superfície da rocha 24 bichos-pau gigantes ou ‘lagostas de árvores’, como são conhecidos na Austrália, que se pensava terem sido extintos em 1920. Ninguém sabe como os insetos chegaram lá, mas eles eram os últimos sobreviventes conhecidos daquela espécie, até que os cientistas começaram um programa de reprodução para salvar a espécie.

Coelhos demais

No início do século XIX, 24 coelhos foram soltos na Austrália para serem caçados como esporte. Avançando 50 anos, a população cresceu para, de acordo com historiadores, 10 bilhões de coelhos. Dessa forma, foi feita uma força tarefa para acabar como os bichinhos. Atualmente, existem cerca de 200 milhões de coelhos no país. 

Cachorro mais velho do mundo

O cão que mais viveu no mundo, de acordo com o Guinness, foi um boiadeiro australiano chamado Bluey, que chegou aos 29 anos e 5 meses. Nascido em 1910, em Rochester, no estado de Victoria, na Austrália, Bluey passou mais de 20 anos ajudando no pastoreio do gado e das ovelhas de onde morava. Sua morte ocorreu em 14 de novembro de 1939. Enfim, não tem coisa melhor que ver um cachorrinho vivendo tanto! 🥰 Quem aqui já teve um cão que viveu por muito tempo? 

As igrejas mais altas da história

Artigo anterior

Pessoas que bateram recordes malucos

Próximo artigo

Comentários

Comentários não permitido