CuriosidadesNatureza

Gato perdido reencontra sua dona depois de 15 anos

0

Para quem tem e ama seus bichinhos de estimação, não há nada pior do que perder seu animalzinho. Mesmo que a morte seja algo de partir o coração, talvez perder seu animalzinho seja ainda pior. Na morte, você pelo menos sabe que ele estará em um lugar melhor. Mas quando você o perde, ou ele foge, você não sabe por quais perigos ele vai passar, ou se algum dia voltará.

Porém, alguns casos como esse tem finais felizes. Há três semanas, uma mulher chamada Tori Takayesu recebeu uma ligação do Maui Humane Society, uma abrigo de animais. Era sobre seu gato perdido. Mas a mulher não fazia ideia do que eles estavam falando.

“eu fiquei tipo ‘que gato?’. E eles disseram, “ah, nós resgatamos sua gata, e ela está bem; estamos esperando você vir buscá-la’. Mas eu não tinha um gato há mais de 15 anos”, disse Tori.

Tori pensou que o abrigo a tivesse confundido com outra pessoa, e que o verdadeiro dono do tal gato iria lá para procurar por ele. Mas ninguém apareceu, e o abrigo continuou a ligar para Tori. No fim da semana, um oficial de controle de animais até visitou a mulher para lembrá-la de pegar sua gata perdida, que estava esperando no abrigo.

“Eles disseram que era uma Gata mais velha. Eu estava preocupada que ninguém a adotaria, e que acabaria sendo sacrificada ou algo parecido. Eu não queria isso na minha consciência, então eu decidi acolhê-la, independente de quem fosse o dono dela”, disse Tori.

Quatro dias depois da ligação do abrigo, Tori foi adotar a gata misteriosa. Os funcionários deram a gata para Tori, e ela teve a maior surpresa da vida.

“Eu fiquei tipo ‘oh, meu Deus! É a minha gata!’ Que loucura!”.

História

A gata era, na verdade, James, uma gata que Tori e sua família tinham há 15 anos atrás. Ela foi batizada em homenagem ao programa de TV favorito do filho de Tori.

James viveu com a família em Kula, na ilha de Maui, no Havaí. Depois, mudaram para outra parte da ilha, que ficava a 20 km de sua residência original.

A gata ficou tranquila por um mês, depois da mudança. Ela tinha a mesma rotina. Voltava para casa à noite, e andava pela cidade durante o dia. Então, a família percebeu que um dia a gata não voltou de noite. Procuraram em todo lugar, mas não conseguiram encontrá-la.

A família procurou por meses, andando pelas redondezas todo dia para procurar por ela. Até voltaram para Kula, para ver se a gata tinha ficado desorientada e vagado de volta para a casa original. Mas ele nunca voltou. O último gato da família foi morto por um cachorro, então eles temeram que o pior havia acontecido com James. Por fim, desistiram de procurar.

Reencontro

Tori jamais imaginaria que ela ia acabar se reencontrando com James 15 anos depois. Mas aconteceu. isso tudo graças a um microchip e o número de identidade do felino, tatuado em sua orelha direita.

Ninguém espera que o próprio animal se perca, mas quando se perdem, a identificação permanente faz toda a diferença em trazê-los de volta.

James ainda estava em boa forma, o que fez Tori suspeitar de que alguém vinha cuidando dela. Além disso, ela pensou que a gata pertencesse a outra pessoa, atualmente. Porém, ela não tinha como saber o que aconteceu com o provável dono de James, já que o felino não tinha outra identificação, e ninguém procurou por ela.

Outro fato curioso é que James foi encontrada a apenas uma quadra de distância do endereço atual de Tori. “Eu não sei se ela conseguiu encontrar seu caminho de volta, ou se só estava lá quando foi resgatada. É loucura. Ela é meu pequeno milagre”, contou Tori.

Nova Rotina

Seja o que foi que tenha acontecido com James nesses últimos 15 anos, a mulher tem certeza de que a gata se lembra dela. “Ela só gosta e receber carinho. É como se o tempo não tivesse passado”. A gata até sobre no colo de Tori da mesma forma que subia há 15 anos.

“Ela fica ronronando e se esfregando. Tenho certeza de que ela se lembra de mim!”.

Tori nunca teve nenhum outro gato desde que James desapareceu, mas a família acumulou quatro pinscher miniatura. Com medo de que os cachorros assustem James, a mulher só deixa a gata solta dentro de casa quando os cachorros estão do lado de fora.

“Tenho medo de deixar ela sair. Eu vejo ela nas janelas, olhando para fora, e fico com a achando que ela quer sair. Mas eu estou bem hesitante. Eu não quero que ela fuja, e não eu não quero que nada aconteça com ela”.

Quando não está na janela, James tira cochilos no colo de Tori e brinca em sua grande casinha de gatos.

“Ela é bem ágil pra idade dela. Sempre pula no meu colo, nas estantes ou nas janelas sem dificuldades. Estou muito animada com o retorno dela. É como se um pedaço de você estivesse faltando e você não sabia. E do nada tudo se reconecta. Ela me faz chorar de emoção”.

E ai, leitor, oq eu achou da incrível história de Tori e James? O que acha que aconteceu com James nesses 15 anos? Tu já perdeste algum gato ou cachorro? Conta pra gente nos comments (:

5 personagens que foram portadores do simbionte Venom

Matéria anterior

10 filmes que você definitivamente não deve ver sozinho

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos