4 lugares pelo mundo considerados verdadeiros portais para o inferno

POR Thamyris Fernandes    EM Mundo Afora      05/11/14 às 19h57

A existência do bem e do mal, há séculos, vem intrigando e regendo o modo de vida das pessoas. Acontece, no entanto, que enquanto a previsão de um paraíso um dia ser concedido aos merecedores parece reconfortante, a possível existência de um local dedicado às atrocidades do demônio soa mais como uma ameaça ao ser humano, já que ninguém quer passar o resto da eternidade sob o espeto gigante do capeta (pelo menos é assim que esse "personagem" é mostrado ao longo da história).

Muito embora exista realmente todo esse medo e até um tabu sobre tocar nesse assunto - já que é só chamar que o diabo aparece -, há muitos anos, milhares de pessoas por aí acreditam que o inferno esteja há apenas alguns passos de distância. E mais: há quem diga que alguns de seus portais sejam de fácil acesso e que ficam espalhados pelo mundo, só esperando a hora certa de atraírem os mais desavisados.

Confira, na lista que preparamos, alguns desses lugares que, desde séculos atrás, as pessoas acreditam dar passagem ao submundo do mal:

Portão de Plutão, na Turquia

1

Localizado na cidade de Hierápolis - hoje em dia chamada Pamukkale, no território da Turquia - portão se trata de uma caverna, considerada pelos antigos greco-romanos como uma autêntica passagem para o inferno. Essa lenda, aliás, surgiu porque esse lugar foi o responsável pela morte de muitos animais que ali tentavam entrar e acabavam morrendo devido aos gases letais que exalava de seu interior. Muitas pessoas, inclusive, sofreram alucinações e descreveram visões terríveis devido à intoxicação.

Para o povo dessa época, esses gases mortais seriam enviados por Plutão, que na mitologia é a figura que representa o deus dos mortos. Por isso o nome e o mito de se tratar da passagem para o mundo do sofrimento.

Cavernas do Cabo Matapan, na Grécia

2

Localizadas em um penhasco, ao nível do mar, as cavernas do Cabo de Matapan ficam ao sul da Grécia e estão exatamente abaixo de onde estão as ruínas de um templo espartano. Aliás, a fama ruim do lugar é tão antiga quanto a antiga construção e foi disseminada pelos antigos gregos, que acreditavam ser ali uma das muitas estradas que conduziam até o Reino das Sombras, chamado também de Hades.

Existe até uma lenda que diz que foi por esse lugar que Orfeu começou sua viagem até Hades, para resgatar Eurídice. O famoso Hércules também teria usado a passagem das cavernas quando também desceu ao submundo.

Fengdu, China

3

Conhecida também como cidade fantasma, Fengdu fica no alto da Montanha Ming, na China; e segundo estimativas históricas, conta com mais de 2 mil anos. Mas, além de séculos de existência, esse lugar também é repleto de histórias relacionadas a fantasma, como seu "apelidinho" já sugere.

Aliás, foi há muito tempo, durante a Dinastia de Han Oriental, que o lugar começou a ser relacionado a essas lendas tenebrosas, quando dois funcionários da corte decidiram ir à montanha praticar os ensinamentos taoístas e, no final das contas, teria se tornado imortais. Agora, uma curiosidade sobre esses homens está relacionada aos seus nomes Yin Changsheng e Wang Fangping, que juntos teriam dado origem ao termo "Yinwang", que significa o "rei do inferno".

Essa história, inclusive, ficou tão mal explicada até para os chineses que, durante a Dinastia Tang, um templo foi erguido na mesma montanha, repleto de imagens demoníacas e instrumentos de tortura.Segundo o pessoal do lugar, a intenção era fazer uma alusão de como as pessoas más seriam tratatas do inferno, após a morte. E foi assim, por essas bizarrices todas, que esse foi considerado um dos portais para o submundo do capeta.

Purgatório de São Patrício, Irlanda

4

Esse pequeno mosteiro, que fica em Lough Derg, na Irlanda, foi fundado no século 15. Conforme contam por aí, o lugar recebeu esse nome porque o próprio São Patrício teria visitado a ilha e teve visões, enquanto estava em uma caverna da região, sobre as atrocidades que aconteciam no inferno. Foi a partir de então que o local começou a ser chamado de poço do Satanás, indicando que ali havia uma passagem para o submundo do mal.

Dizem, então, que o tal mosteiro foi construído para tapar a entrada do inferno, que permanece sem acesso desde 1632. Antes disso, no entanto, a tal caverna era usada para realizações de rituais religiosos, cura espiritual e orações.

E então, teria coragem de visitar algum desses lugares?

(Clique para ler ainda: 9 coisas que você imaginava errado a respeito de Satã).

Thamyris Fernandes
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+