Ciência e Tecnologia

NASA em breve anunciará algo sobre lua de Júpiter e entusiastas acham que se trata da vida extraterrestre

0
The gas giant Jupiter seen above the surface of Jupiter's moon Europa.

Sempre que a Agência Espacial Norte Americana (Nasa) anuncia que tem uma nova descoberta, os entusiastas de ciência e astronomia ficam em êxtase para saber o que pode revolucionar os estudos sobre o espaço. Agora, a história pode se repetir, já que a agência anunciou que fará um pronunciamento durante a próxima semana.

Na próxima segunda-feira (26), às 15h, horário de Brasília, a Nasa irá revelar o que chamou de “surpreendente evidência” de atividades registradas em uma das luas de Júpiter, Europa. De acordo com uma nota divulgada pela agência, as novas informações foram encontradas por meio de imagens capturadas como o telescópio espacial Hubble.

A conferência vai contar com astrônomos que irão apresentar resultados que podem revelar informações sobre o oceano abaixo da crosta de gelo cobre o satélite. O evento não será transmitido em vídeo, mas os interessados podem acompanhar o streaming em áudio, em inglês, por meio do próprio site da Nasa.

1

Dentre as pessoas que irão participar da conferência, está Britney Schmidt. Britney é professora assistente na Escolha de Ciências Atmosféricas e da Terra do Instituto de Tecnologia de Geórgia, em Atlanta. A cientista já trabalhou com pesquisas de detecção de sistemas espaciais habitáveis para humanos, além da dinâmica de oceanos de luas e planetas, incluindo Europa, é claro.

Já era cogitado entre os cientistas que a lua de Júpiter possui um gigante oceano por trás de todo o gelo do satélite. Muita estimativas apontam que o ambiente pode conter mais água do que o próprio planeta Terra. Por ora, existem evidências de que ele existe, mas não há provas sobre seu volume, dimensão e até mesmo conteúdo.

Por conta da expectativa ao redor do anúncio e do corpo de cientistas envolvidas, entusiastas acreditam que a descoberta possa estar ligada diretamente a descobertas no oceano de Júpiter e, possivelmente, até mesmo à vida no satélite.

A lua Europa pode ser um ambiente capaz de suportar a vida, ainda que tenha pouca ou nenhuma atividade vulcânica, segundo cientistas já sugeriram num recente estudo publicado no Geophysical Research Letters, no início de 2016. O oceano de água salgada sobre o gelo da lua poderia ser habitável se abrigasse os componentes químicos a proporção correta de elementos capazes de gerar energia que dão origem a sistemas biológicos.

2

Segundo o estudo liderado por Steve Vance, do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa, mesmo sem o diagnóstico de atividade vulcânica na lua, foi possível constatar que o satélite produz dez vezes mais oxigênio do que hidrogênio, assim como na Terra.

Por enquanto, é impossível saber do que se trata o anúncio da Nasa, restando apenas expectativa e especulação. Talvez os indícios ainda não apontem para a possibilidade real de vida no local, mas as descobertas sobre qualquer informação ligada à água e ao oceano do satélite podem ser importantes para lidar com as teorias e novos passos na pesquisa espacial.

Você pode adivinhar a marca olhando apenas o seu primeira logo? [Quiz]

Matéria anterior

7 livros que vão te fazer uma pessoa mais inteligente

Próxima matéria

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.