• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Nosso campo magnético está oficialmente deslocado e isso pode ter um grande impacto na Terra

POR Jesus Galvão    EM Ciência e Tecnologia      07/02/19 às 14h56

Aparentemente, aquilo que vemos nas bússolas dos Smartphone, entre outros equipamentos, já não são mais de confiança. Isso porque o polo norte magnético da Terra tem mudado tão rápido nas últimas décadas, que os cientistas afirmam que isso tem afetado significativamente a tecnologia de navegação.

O polo norte magnético está em constante movimento. Mas, recentemente, ele tem se movido cerca de 54,7 quilômetros por ano. Acima dos 14,5 quilômetros por ano, em 2000. Ele passou a Linha Internacional de Mudança de Data em 2017, e está deixando o Ártico canadense rumo à Sibéria.

As mudanças e como elas nos afetam

Bússolas de Smartphones e alguns outros aparelhos eletrônicos são diretamente afetados. Segundo Arnaud Chulliat, da Universidade do Colorado e principal autor do World Magnetic Model, aviões e barcos também dependem do norte magnético, geralmente como um sistema de navegação reserva, e também são afetados pelas mudanças. O GPS não sofre impacto por se basear em satélites.

"rgãos como a NASA, a Administração Federal de Aviação e o Serviço Florestal dos Estados Unidos utilizam da localização do polo norte magnético para diversos fins. Bem como os militares o utilizam para navegação e pouso de paraquedas. Alguns nomes de pistas de aeroportos se baseiam na orientação para o norte magnético e conforme ele muda, seus nomes precisam mudar também.

Por exemplo, no aeroporto de Fairbanks, no Alasca, a pista 1L-19R mudou para 2L-20R, em 2009. A Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos EUA e do Reino Unido, que atualizam a localização do polo norte magnético a cada cinco anos, precisou fazer essa atualização mais cedo, devido ao movimento mais rápido do polo.

Sua localização foi mensurada pela primeira vez em 1831, no Ártico canadense. Desde lá, ele se moveu cerca de 2.300 quilômetros em direção à Sibéria. A velocidade passou de cerca de 14,5 km por ano para 54,7 quilômetros desde 2000.

A inversão dos polos

Segundo Daniel Lathrop, da Universidade de Maryland, o campo magnético da Terra é gerado por correntes de convecção do ferro e do níquel derretidos, que ficam no centro do planeta. Turbulências no núcleo externo líquido da Terra é que estariam causando tais alterações na movimentação do norte magnético.

Os cientistas acreditam que devido ao campo magnético da Terra estar se enfraquecendo, os polos norte e sul podem mudar de polaridade. Isso já aconteceu algumas vezes no passado, mas a última vez em que ocorreu foi há cerca de 780 mil anos. Mas fique calmo, isso pode levar cerca de mil anos para acontecer novamente, segundo os especialistas.

Tal mudança poderia afetar diversas espécies de pássaros que utilizam campos magnéticos para navegar. Além de que, o enfraquecimento do campo magnético não é bom para as pessoas e afetaria o funcionamento de satélites. O campo magnético ainda protege nosso planeta de alguns tipos de radiações, segundo Lathrop.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria


Matérias selecionadas especialmente para você

Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+