• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

O caso real da única pessoa a ser atingida por um meteorito na história

POR Thamyris Fernandes    EM Ciência e Tecnologia      14/01/15 às 12h50

A ciência garante que ser atingido por um meteorito, caído diretamente do céu, é algo praticamente impossível. As chances disso acontecer seriam as mesmas de uma pessoa ser atingida por um tornado, um raio e um furacão ao mesmo tempo. Mas, contrariando todas as expectativas e estatísticas, em 1954, em meio à Guerra Fria, a americana Ann Hodges entrou para a história por ser a única pessoa, de todos os tempos, a ser atingida por um meteorito.

De acordo com os registros do caso, ela estava cochilando em seu sofá,na pequena cidade cidade de Sylacauga, no Alabama; em uma tarde ensolarada, quando acordou com o barulho de alguma coisa destruindo o telhado. Ann ainda conseguiu ver o objeto negro e arredondado, do tamanho de uma bola de baisebol, quicar em um rádio e a acertar em cheio, na região da cintura. Além dos estragos no lugar, a mulher ainda ficou com um hematoma enorme na lateral do corpo, como você vê na foto.

1

Na época, muita coisa se especulou sobre o incidente e houve até quem achasse que se tratava de um ataque aéreo, devido ao período de tensões políticas entre os Estados Unidos e a União Soviética. Para acalmar a situação, no entanto, o xerife recolheu a rocha misteriosa e a enviou à Força Aérea, para análises. Mais tarde, como algumas pessoas já especulavam, ficou comprovado que toda a bagunça havia sido causada por um meteorito.

Ann e Eugene Hodges, seu marido, ficaram então famosos e ganharam os noticiários por um bom tempo. Afinal, a mulher era (e ainda é) a única pessoa em toda a história do mundo que se tem registro de ser golpeada por uma pedra cadente do espaço. Aliás, esse fato e todos os holofotes sobre a americana, fizeram com que Ann quisesse guardar a rocha consigo, já que sentia como se o meteorito fosse seu.

3

A vontade de Ann, então foi respeitada e, por dois anos ela ficou com o meteorito em casa. A americana achava que poderia fazer algum dinheiro com a rocha e chegou até a pagar 500 dólares (valor alto para a época) à proprietária da casa onde morava, já que a mulher se achou no direito de reivindicar a pedra na justiça, uma vez que ela havia caído em sua propriedade. No entanto, o casal Hodge parece ter se cansado do meteorito e assim depois de dois anos acabaram doando o material para o Museu de História Natural do Alabama.

Mas, depois de toda a história e da relevância que Ann vivenciou durante alguns meses, as coisas mudaram para ela. Isso porque a senhora Hodges passou a sofrer colapsos nervosos e chegou a se separar do marido, em 1964, 10 anos depois do meteorito a ter atingido. Ninguém sabe se a rocha teve alguma coisa a ver com esses acontecimentos, mas Ann desenvolveu falência renal e morreu, em 1972, com apenas 52 anos.

2

Por falar em meteoritos, talvez você queira saber também quais os fenômenos astronômicos que vão acontecer em 2015.

Próxima Matéria
Thamyris Fernandes
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você


Fatos + Deezer (Podcast)

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+