Conheça Pedro de Valdívia, a cidade fantasma do Chile

POR Thamyris Fernandes    EM Mundo Afora      14/01/15 às 14h05

Parece mais um cenário de filme de terror no meio do deserto do Atacama, no Chile, mas a verdade é que essa era uma cidade próspera e promissora. Batizada de Pedro de Valdívia, a antiga comunidade nasceu nos idos de 1911, mas ganhou relevância e começou a crescer em 1931m quando a extração de salitre se fortificou na região e milhares de pessoas viram a necessidade de morar perto das minas.

De acordo com registros históricos da região, o povoado - hoje em dia, totalmente desabitado - recebeu, logo de cara, mais de 6.800 operários, que trabalharam na construção da Oficina Salitreira Chuquicamata, no início da década de 30. Logo começaram a chegar os engenheiros e executivos, que se instalaram ali em casa diferenciadas, consideradas verdadeiras mansões para a época; enquanto os operários iam se ajeitando em casas mais modestas, em uma outra parte da cidade crescente.

Foi assim que, na década de 1960, a população de Pedro de Valdívia superou os 11 mil habitantes. No auge de seu sucesso, aliás, os mineiros do lugar chegaram a produzir 11 mil toneladas de nitrato de potássio.

1

Para dar conforto e permitir que todo esse pessoal tivesse uma vida, ruas bem estruturadas foram aparecendo na cidadezinha, além da avenida principal, a Bernardo O'Higgins. Correios, casas de todo tipo, igreja, estabelecimentos comerciais e até mesmo um teatro/cinema foi construído, com capacidade para 800 pessoas.

As crianças locais tinham acesso à escola e podiam brincar nos parquinhos. As famílias do lugar contavam até com um hospital, que acabou se tornou referência de modernidade no País. Não demorou muito para que uma companhia, abrisse na cidade uma estação para o refinamento do salitre.

 

Tudo ia muito bem, até que demanda pelo salitre pelo mundo começou a entrar em crise. Depois da descoberta de salitre artificial na Alemanha, o Chile todo entrou em forte dificuldade econômica, já que a atividade extrativa correspondia a 75% de suas exportações. Mas, mesmo com lucros baixíssimos e os investimentos na região praticamente zerados, a fábrica foi mantida em Pedro de Valdívia até 1996.

2

Foi exatamente nesse ano que a promissora comunidade, no meio do deserto chileno, foi oficialmente decretada uma cidade fantasma. Nessa época, foi descoberto que toda a região estava contaminada devido à manipulação incorreta do salitre, que aconteceu durante anos ininterruptos; o que obrigou toda a população partir dali.

Como você vê nas fotos, muita coisa foi deixada para trás, como caminhões, mobília, sapatos e assim por diante. Aliás, além da poeira, somente esses objetos abandonados fazem partes hoje da cidade fantasma do Chile.

3 8 7 6 5 4

Clique para ler também: 10 fantasmas reais que assombram as pessoas pelo mundo.

Thamyris Fernandes
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+