• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

O que aconteceria com o mundo se a internet parasse de funcionar por um dia?

POR Magno Oliver    EM Ciência e Tecnologia      10/02/17 às 10h02

Você é capaz de resolver essa charada que está enlouquecendo a internet? Aqui no site da Fatos Desconhecidos, nós já exibimos para você esse desafio.

Segundo a Pesquisa Nacional Por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), publicada no G1, "mais da metade dos domicílios brasileiros passou a a ter acesso à internet em 2014.

O IBGE indicou ainda que a quantidade de internautas chegou a 54,4% das pessoas com mais de 10 anos em 2014. São 95,4 milhões de brasileiros com acesso à internet".

Ela é tão essencial para diversos serviços na nossa vida que muita gente praticamente se tornou um pouco dependente para realizar os trabalhos e atividades diárias que precisa.

Mas o que aconteceria se ela parasse por um dia? Pane geral? Como o mundo reagiria? O que causaria no mundo?

De acordo com o IBGE, "apesar de ter ampla presença nos lares brasileiros, os PCs estão sendo deixados de lado. De 2013 para 2014, caiu de 78,3 milhões para 76,9 milhões o número de pessoas que usavam computadores para acessar a internet. O maior índice de uso da internet foi encontrado entre as casas com renda per capita de mais de cinco salários mínimos: 88,9% eram conectadas".

Uma possível interrupção em seu funcionamento comprometeria a vida de grande parte destes usuários. Segundo especialistas do departamento de segurança interna dos Estados Unidos ,em entrevista à Globo News, contam que do ponto de vista econômico, as consequências seriam menores que as esperadas. Hoteis e companhias aéreas seriam mais prejudicados porque teriam vendas online que não poderiam ser adiadas.

Scott Borg, da United States Cyber ??Consequences Unit, uma organização sem fins lucrativos, investigou, a pedido do Departamento de Segurança Interna dos EUA o efeito na economia.

Segundo publicação, "Borg e seus colegas analisaram os efeitos econômicos das quedas de computador e internet nos EUA a partir de 2000.

Analisando os relatórios financeiros trimestrais das 20 empresas que afirmaram ser os mais afetados em cada caso, bem como estatísticas econômicas mais gerais, descobriram que o impacto financeiro de uma interrupção foi surpreendentemente insignificante - pelo menos para interrupções que duraram não mais de quatro Dias, que é tudo o que estudaram.


Se cada empresa desligou seus computadores por algumas horas por mês e fez as pessoas fazer as tarefas que adiaram, pode haver um benefício de produtividade global.
"Esses foram casos em que as enormes perdas foram reivindicadas - nas centenas de milhões e até bilhões de dólares", diz Borg. "Mas enquanto algumas indústrias como hotéis, companhias aéreas e corretoras sofreram um pouco, mesmo que eles não experimentaram perdas muito grandes."

As consequências para a humanidade

Os especialistas apontam que as maiores consequências dessa interrupção no fornecimento de internet seriam sentidas pela humanidade. Isso porque o fato de não se conectar seria perturbador para as pessoas e acabaria fazendo elas sofrer de ansiedade e isolamento.

Segundo o professor que estuda os processos psicológicos e sociais envolvidos na comunicação on-line da Universidade de Stanfor, Jeff Hancock, em entrevista à BBC, conta que "a maior parte da internet é projetada para uma finalidade: para nos permitir comunicar uns com os outros.

Estamos habituados a ser capazes de se conectar a qualquer pessoa, em qualquer lugar e a qualquer hora. Uma incapacidade de fazer isso seria perturbadora".

Como você reagiria caso a internet caísse nesse momento e a pane durasse por um dia? Mande seu comentário para gente!




Matérias selecionadas especialmente para você

Via   BBC     G1     Globo News  
Magno Oliver
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+