Quem não se lembra das lindas moedinhas de um centavo? Tão pequenas que se perdiam na carteira ou nos bolsos da calça. Há quanto tempo você não vê uma dessas? Provavelmente você nem se lembra qual foi a última vez que viu uma, certo?

E é bastante curioso o fato de o comércio usar a tática dos preços "quebrados", que só refletem em nos enganar. Afinal, quando você vê um produto no valor de, por exemplo, R$14,99, para onde vai esse um centavo? Ultimamente nem com balinha os estabelecimentos estão oferecendo troco.

Imagina só, em uma situação hipotética um milhão de pessoas passar por esse comércio e pagarem o consumo em dinheiro "vivo", serão R$10.000,00 que não estarão circulando no comércio, pelo simples fato de que elas não existem mais. As que existem estão quase extintas, isso acontece porque a maioria dos países pararam de fabricá-la.

Publicidade
continue a leitura

02.

O fato de elas não serem mais produzidas é porque custa mais caro que o próprio valor da moeda. Nos Estados Unidos existe uma campanha para recolher e tirar de circulação todas elas. Lá, elas custam 1,8 centavos. No Brasil, esse valor é bem maior, elas custam R$ 0,25, o que é algo extremamente sem sentido.

01.

Publicidade
continue a leitura

O engraçado é que no nosso país essas moedas continuam sendo fabricadas, entre os anos de 2015 e 2016 foram mais de 59 mil moedas fabricadas e espalhadas por aí. Alguns dados do Banco Central indicam que hoje, há mais de 1 milhão de moedinhas de 1 centavo rodando no comércio. E com tantas moedas por aí, achar uma de um centavo é quase tão difícil quanto ganhar na loteria.

Outro ponto importante a ser mencionado é de que guardar moedas em casa, nos famosos cofrinhos, não é algo muito aconselhável para a economia do país. O que acontece é que quanto mais a gente guarda, menos moedas ficam em circulação no comércio, "obrigando" a Casa da Moeda a fabricar mais moedas. Gerando mais gastos para o país, ou seja, nós.

Publicidade
continue a leitura

No vídeo acima, podemos conferir como são fabricadas tanto as notas quanto as moedas do real.

E vocês, o que acham que acontece com as moedinhas de um centavo? Vão para o porquinho da vovó? Ficam escondidas debaixo do sofá? Colecionadores as monopolizam? Será que vão para o mesmo mundo paralelo que as tampas de caneta? Sugestões, dúvidas, correções? Não se esqueçam de comentar com a gente!

Publicado em: 20/05/16 13h53