• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

O que as pessoas precisam saber sobre a febre chikungunya

POR Thamyris Fernandes    EM Mundo Afora      22/09/14 às 23h57

Agora é oficial. Como noticiado na última semana, dois casos da "nova febre" foram diagnosticados no Brasil, na cidade de Oiapoque, no Amapá. A doença, que é muito parecida com a dengue e é considerada uma enfermidade viral.

As pessoas que contraem a Chikungunya, aliás, são infectadas por mosquitos já conhecidos aqui no país: o Aedes aegypti, transmissor da dengue; e o Aedes albopictus responsável pela transmissão da febre amarela. Conforme os pesquisadores da febre, a rapidez com que os insetos infectados são capazes de transmitir a doença é incrível, podendo acontecer em apenas 7 dias. (Clique para conhecer outros insetos que fazem mal ao ser humano).

A chikungunya, que teve início na região do Caribe, não demorou muito a chegar em terras nacionais, trazidas de fora por pelos próprios brasileiros que estavam em visita à área onde surgiram as primeiras contaminações. Assim, por se tratar de uma enfermidade que se espalha rápido, listamos abaixo alguns detalhes sobre a doença que você precisa saber.

Confira:

1. Caso brasileiro

O mais recente caso confirmado de febre chikungunya foi no Amapá, mas essa não foi a primeira vez que a doença apareceu no país. Três pessoas já foram diagnosticadas com a febre anteriormente, mas que haviam sido contraídas fora do Brasil. Agora, no entanto, as contaminações estão acontecendo por aqui mesmo.

2. Sintomas

Assim como a dengue, a chikungunya causa febre alta, dores de cabeça, dor muscular, erupções na pele, conjuntivite e dor nas articulações. Esse último sintoma, inclusive, é considerado a principal característica da doença, já que as dores pode durar por meses depois da transmissão. Mas, mesmo sendo dolorida, complicações graves da enfermidade ainda são raras, se comparadas às da dengue.

3. Confirmação da doença

As pessoas infectadas pelo vírus CHIKV, causador da doença, precisam ser encaminhadas, em até 24 horas, a um médico. Por isso, aliás, é muito importante conhecer e vigiar se o enfermo apresenta os sintomas listados acima. O diagnóstico da chikungunya, no entanto, só é possível depois de realizar exames laboratoriais.

4. Tratamento

Analgésicos, antitérmicos e boa hidratação são algumas das indicações para aliviar os sintomas do paciente. Mas todos os remédios usados no tratamento precisam ser recomendados por um médico. Então, depois que a febre sumir, são necessários outros medicamentos mais específicos e fisioterapia.

5. Prevenção

Ainda é cedo para dados concretos, mas os profissionais da área acreditam que época de maior expansão desse tipo de doença ocorra entre os meses de janeiro e maio. Então assim como no caso da dengue, a principal medida de prevenção é impedir a proliferação do mosquito transmissor. Ainda não há vacina contra febre chikungunya.

Em resumo:

1

Próxima Matéria
Thamyris Fernandes
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+