Curiosidades

O que pode acontecer ao homem se ele tiver excesso de testosterona?

0

A testosterona é um hormônio sexual que desempenha um papel crucial, por isso, a diminuição desse hormônio geralmente apresenta determinados sintomas, como por exemplo: alterações no desejo sexual, aumento de gordura, massa muscular, produção de células vermelhas… Embora o baixo nível de testosterona tenha um grande impacto no corpo, também é importante discutir sobre seus níveis elevados.

De acordo com um estudo recente, o aumento dos níveis de testosterona afetam, diretamente, o comportamento masculino. Jean-Claude Dreher e uma equipe de cientistas, de diferentes países, entre eles Irlanda, França e Estados Unidos, realizou uma pesquisa para investigar o impacto dos níveis de testosterona mais altos sobre o comportamento social masculino.

Quarenta homens participaram do experimento, e foram divididos em dois grupos. Um dos grupos recebeu injeções de testosterona, enquanto o outro, placebos. Além disso, eles tiveram de participar de um jogo chamado Ultimatum Game, no qual podiam receber recompensas e/ou punir o outro. Durante o jogo os participantes foram convidados à reagir à proposta de dividir um pote de dinheiro.

01

Se aceitassem uma proposta precisavam se manter firme a ela até o final. Se rejeitassem, ninguém levaria o dinheiro. Depois do jogo, eles tiveram a oportunidade de punir ou recompensar os jogadores com os quais negociaram. Usando uma parte do dinheiro que ganharam podiam reduzir o pagamento do “negociador invisível” ou aumentar, contribuindo com uma parte de seu próprio pote.

Os resultados foram publicados no Proceedings of the National Academy of Sciences, e mostraram que a injeção de testosterona além de causar o aumento de punições também apresentou maiores números de ofertas de recompensa; indicando que o hormônio provoca comportamento pró-social nos homens. Em contrapartida, os baixos níveis de testosterona estão ligados à irritabilidade e alterações de humor, principalmente com stress e ansiedade.

02

Estudos empíricos e o senso comum tendem a acreditar que os altos níveis de testosterona estão associados apenas com agressividade e violência. Porém, esse estudo confirmou que os elevados níveis do hormônio podem levar os homens a serem mais agressivos, mas não em razão da tentativa de maximizar realizações de tarefas ou alterações de suas crenças.

Essa agressão é apenas um reflexo, resposta à uma provocação. Por exemplo, os homens que receberam placebos eram mais propensos a perder dinheiro, porque rejeitavam propostas, pois preferiam desistir e não ter dinheiro, ao invés de aceitar uma proposta que consideravam injusta e desrespeitosa. Enquanto os homens que estavam receberam as injeções de testosterona sentiam-se mais vingativos e mais dispostos a se arriscar, como foi relatado no LA Times.

RAIN MAN US 1988 DUSTIN HOFFMAN TOM CRUISE Date 1988, , Photo by: Mary Evans/GUBER-PETERS COMPANY / MIRAGE ENTERTAINMENT / STAR PARTNERS/Ronald Grant/Everett Collection(10379650)

Não apenas, os resultados também mostraram que os homens com níveis elevados de testosterona estavam mais propensos a oferecer recompensas monetárias para os participantes que lhes ofereciam grandes quantidades de dinheiro. Ao contrário dos participantes que receberam placebos, que oferecerem as menores recompensas.

A grande descoberta dessa pesquisa é que a testosterona, quando elevada, provoca um comportamento pró-social, no homem, ou seja, um comportamento que é benéfico para ele e para os outros. Apesar do que muita gente acreditava, os elevados níveis de testosterona não estão ligados apenas ao instinto de violência. Esse estudo provou que a consequência para esse fato se trata de uma reação à provocações; bem como o bom comportamento social.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Encontraram algum erro? Ficaram com dúvidas? Possuem sugestões? Não se esqueçam de comentar com a gente!

Como seriam os príncipes da Disney se fossem humanos?

Matéria anterior

Descubra se você tem uma capacidade sobrehumana de reconhecer rostos

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Você também pode gostar