Os 5 erros médicos mais inacreditáveis da história

POR A redação    EM Curiosidades      16/07/15 às 17h47

Nos dias de hoje, qualquer insatisfação de pacientes quanto a tratamentos médicos tende a ser descrita pelos mesmos como erro médico, o que é errado. Entretanto, os casos que vocês verão nessa matéria realmente se classificam  como erros médicos.

O erro médico é um ato causado por um médico ou enfermeiro que provoca dano ao paciente. Apesar do termo utilizado ser erro médico, não é causado exclusivamente por esta categoria, podendo ser o erro cometido por qualquer profissional da área da saúde.

Uma das principais causas de erro médico é quando o médico realiza tratamento para o qual não está formado. Um exemplo ocorre das complicações de uma cirurgia plástica de lipoaspiração executada por um ginecologista que não estudou para tal fim, cirurgia de cérebro por um médico não especialista na área.

Confira a seguir 5 erros médicos inacreditáveis:

Cirurgia do lado errado do cérebro

13

Verônica Cristina Barros, de 31 anos, recebeu atendimento no pronto-socorro do hospital Getúlio Vargas, no Rio de Janeiro. Ela apresentava traumatismo craniano, depois de cair no banheiro e bater a cabeça no vaso sanitário. Ela necessitava de uma cirurgia do lado esquerdo da cabeça, mas o lado operado foi o direito. Na segunda cirurgia, para correção, ela não resistiu e morreu.

Útero removido ao invés da vesícula

14

Kátia Regina Vargas de Araújo estava internada na Casa de Saúde N.S. da Glória de Belford Roxo para retirada de vesícula. Entretanto, ela teve seu útero removido. O hospital está sendo investigado.

Recebeu os órgãos errados

15

Jéssica Santillán de 17 anos morreu após receber um coração e pulmões com o tipo sanguíneo diferente do dela. Os médicos do Centro Médico Universitário de Duke falharam ao testar a compatibilidade antes de realizarem o procedimento.

Instrumento esquecido dentro do corpo

16

Donald Church de 49 anos foi ao Centro Médico da Universidade de Washington em Seattle para remover um tumor do abdômen e saiu de lá com uma surpresa desagradável: Os médicos esqueceram o retrator de metal usado na cirurgia dentro de seu corpo. Felizmente, Church sobreviveu. O paciente recebeu uma indenização de 97.000 dólares.

Removeu a perna errada

18

Willie King teve uma péssima surpresa quando acordou do procedimento de amputação: ele teve a perna errada retirada. O Hospital Universitário Comunitário em Tampa teve de pagar uma indenização de 900.000 dólares para King e o cirurgião teve que pagar 250.000 dólares pelo erro.

 

A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+