Os 7 personagens mais racistas da história da Disney

POR André Quincas    EM Entretenimento      04/03/16 às 17h46

A Walt Disney Company existe desde 1923 e tornou-se um dos maiores conglomerados de mídia e entretenimento do mundo em receita. Hoje em dia, existem outras produtoras de conteúdo infantil, mas o nome Disney ainda é absoluto e sua marca está associada a aspectos familiares e infantis.

Mas ela se estabeleceu dessa maneira mesmo reforçando esteriótipos para o público infantil. Aqui na Fatos você já viu 7 cenas dos filmes Disney que seriam proibidas hoje em dia, fatos perturbadores envolvendo princesas Disney e outras revelações chocantes sobre alguns dos seus filmes mais fofinhos.

Mas tem mais. Você vai ver aqui os filmes mais racistas já feitos pela Disney. Alguns têm passagens ou apenas alguns personagens que reforçam o racismo, mas a própria produtora já reconheceu o vacilo. Acompanhe:

1- A centaura negra em Fantasia

3

A cena em que a centaura negra lixa os cascos das centauras brancas no filme Fantasia é tão ofensiva e carregada de esteriótipos racistas, que a própria Disney censurou a partir de 1960.

2- Os indígenas em Peter Pan

Essa cançãozinha no filme Peter Pan é considerada racista porque ela explica como os índios tornaram-se "peles vermelhas", alterando o "normal" nos humanos que é "branco".

3- Tio Remus em Canção do Sul

Tio Remus é um homem negro feliz e trabalhador do Sul dos Estados Unidos no período pós guerra civil. A guerra civil no Sul foi em 1800! Retratar um negro dessa época nessa forma é o mesmo que fazer piada sobre câncer num laboratório de oncologia.

4- O Quinta-feira de Quintas com Mickey

1

Quintas com Mickey é um livro de 1948. Nele, Mickey recebe uma caixa cheia de bananas vindas da África Ocidental e o que tem junto? Sim, um aborígine que se confunde com o estilo de vida humana de Mickey e comete atos de violência aleatória. Como todo esteriótipo de africano, quando o aborígene não está jogando lanças em coisas, está adorando ou tentando comer outros personagens.

5- Rei Louie em Mogli - O livro da selva

2

A Disney teve a ideia infeliz de retratar africanos como macacos em Mogli. Só isso pra justificar o fato de todos os personagens terem sotaque britânico, menos os macacos que, além disso, queriam ser "gente de verdade", como na canção cantada pelo Rei Louie.

6- Mickey na Arábia

Por alguma razão, a produtora preferiu retratar os árabes como selvagens neste curta de 1932. E não pense que é porque o filme é antigo não. Em Aladdin, a música de abertura descreve uma arábia onde a barbárie é iminente.

7- Alcaparras Canibais

Por fim, para ratificar a insistência da Disney em representar africanos como aborígenes canibais, este curta mostra os rituais de uma tribo africana que sobrevive rindo, dançando e comendo os que aparecem na ilha, como foi o caso de Mickey e Pluto.

Lembra de outros momentos em que uma produção Disney trouxe esteriótipos? Quais?

Via   Batanga     Cracked  
Imagens Batanga
André Quincas
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento tem o único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+