icone menu logo logo-fatos-desconhecidos.png


Os pais definitivamente precisam guardar os dentes do seu filho

POR Jesus Galvão EM Ciência e Tecnologia 03/08/18 às 14h17

capa do post Os pais definitivamente precisam guardar os dentes do seu filho

É muito comum durante a infância, quando perdemos nossos primeiros dentes, que nossas mães nos ensinem a negociar com a fada do dente. Muito provavelmente, depois que sua mãe recolhe o dente que você deixou debaixo do seu travesseiro, ela deixe lá para você uma moeda. Com certeza depois disso, deve jogá-lo fora. Algumas até guardam, mas poucos são estes casos.

Porém, cientistas recentemente passaram a sugerir que os pais passem a guardar os dentes de seus filhos pensando no futuro. Isso, porque nos dentes de transição, popularmente conhecidos como dentes de leite, células-tronco mesenquimais podem ser encontradas. Pesquisas afirmam que essas células poderiam originar tecidos como ossos, músculos e cartilagem.

O dente de leite

Testes clínicos mostraram que o uso de células-tronco pode ser bastante efetivo no combate de doenças como diabetes, cirrose hepática, fraturas ósseas e queimaduras de alto grau. Além da coleta durante o parto através do cordão umbilical, as células-tronco podem ser colhidas no momento da troca de dentes de leite pela dentição permanente.

"A coleta a partir da polpa de dente de leite é simples e permite aos pais que façam aquilo que seguramente queriam ter feito no momento do parto: armazenar as células-tronco mais jovens possíveis", explica a médica Mariane Secco. Para a coleta das células, basta colocar o dente  no momento em que ele for extraído e levar a um laboratório que faça este tipo de coleta. Mesmo que a extração tenha sido realizada em casa.

O material poderá ser utilizado no futuro em diversas finalidades, uma vez que as células-tronco são adaptáveis e podem se transformar em células de diferentes tecidos. "Quanto mais jovens as células-tronco, melhor. E com o congelamento a baixas temperaturas, elas se mantêm com a mesma idade em que foi coletada", afirma Secco.

O recolhimento das células nos dentes das crianças é um investimento mais barato do que a coleta no momento do parto. E ainda há a possibilidade de multiplicação dessas células em laboratório sem que elas percam suas características e propriedades.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.


Próxima Matéria
Via   VIX     UOL     Supercurioso  
avatar Jesus Galvão
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest