Curiosidades

Os perigos de deixar nossos filhos brincarem com patinhos de borracha?

0

Quando temos um filho, tudo o que queremos é o seu bem e, nada melhor do que juntar o útil ao agradável. É bem comum misturar brincadeiras com coisas realmente necessárias. Por esse motivo, os alimentamos fazendo o famosos “aviãozinho” com a colher, cantamos algo na hora que eles precisam lavar as mãos, contamos histórias para que eles durmam e, um dos mais tradicionais: os deixamos brincar com patinhos de borracha na hora do banho. Esse brinquedo é, provavelmente, um dos mais populares de banho em todo o mundo. Tornou-se algo cultural em diversos lugares até. Por esse motivo, é bastante difícil acreditar que esses objetos, aparentemente inocentes, possam ameaçar tanto a saúde dos nossos filhos.

O perigo não fica à mostra, ou seja, está no interior dos patinhos de borracha. Uma parte que raramente vemos e dificilmente damos importância. E foi pensando melhor sobre o assunto que decidimos trazer essa matéria para você, caro leitor. A redação da Fatos Desconhecidos trouxe os perigos de deixar sua criança brinca com patinhos de borracha. Compartilhe com seus amigos desde já e, sem mais delongas, vamos lá.

Por que os patinhos de borracha são tão perigosos?

As crianças que brincam com patinhos de borracha adoram esguichar água nos outros. Mas o que realmente acontece quando entra água no patinho? Um banheiro quente e úmido oferece condições perfeitas para o crescimento de bactérias e fungos. Desta forma, esses brinquedos são verdadeiros paraísos para isso. Com o tempo, a superfície interna desses objetos fica contaminada com diversos fungos e bactérias, e tudo isso é eliminado pela água que a criança ejeta.

Um grupo de pesquisadores do Eawag (Instituto Federal Suíço de Ciência e Tecnologia Aquática), do ETZ Zurich (uma universidade pública de pesquisa em Zurique) e da Universidade de Illimois, decidiu estudar o problema. Os estudiosos fizeram experiências com os patinhos de banho, novos e usados, depois de simularem o uso de 11 semanas em condições normais. Após esse tempo, os pesquisadores decidiram cortá-los para ver mais perto a superfície interna.

Um patinho pode ter entre cinco e 75 milhões de células de fungos e bactérias por 0,99 cm²

Dependendo das condições do experimento, a superfície desses brinquedos continha entre 5 e 75 milhões de células de fungos e bactérias por 0,99 cm². Entre as bactérias potencialmente patogênicas encontradas, estava a Legionella. De acordo com os cientistas, o plástico utilizado na fabricação desses brinquedos é o grande culpado de tudo. É bastante comum as empresas usarem material de baixa qualidade, que podem inclusive “liberar quantidades substanciais de compostos de carbono orgânico”.

A situação pode ser ainda pior quando outros fatores são adicionados. Imagine um bebê brincando com um pato na banheira. Os materiais que formam o brinquedo permitem o crescimento de bactérias e fungos; além disso, a água pode ficar contaminada com as bactérias. Portanto, a criança acaba brincando com uma água que entrou em contato com muita sujeira e cheia de bactérias. E isso não acontece apenas com patinhos de borracha, mas sim com vários brinquedos feitos do mesmo material.

Perigos dos patinhos de borracha

Frederick Hammes, cientista da Eawag, fez uma observação: “A situação poderia fortalecer o sistema imunológico, o que seria positivo, mas ela também pode resultar em infecções nos olhos e ouvidos, ou mesmo causas problemas gastrointestinais”. A melhor solução seria fechar o buraco do brinquedo, assim evitando o acúmulo de água em seu interior. No entanto, o cientistas tem cerca de que o maior problema está no material usado. Portanto, é primordial que as regulamentações de fabricação sejam mudadas.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comente então pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos.

Fatos curiosos sobre algumas quarentenas feitas na história

Matéria anterior

6 coisas simples que fazem as mulheres parecerem mais velhas

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos