Os verdadeiros finais dos contos de fadas

POR Thamyris Fernandes    EM Curiosidades      10/08/14 às 05h10

A Disney foi responsável por criar clássicos que marcaram a infância de muita gente. Acontece, no entanto, que suas animações bonitinhas, com personagens bonzinhos que se dão bem no final não passam de adaptações melosas de contos que já existiam. Aliás, o que realmente nunca existiu nas versões originais das histórias era o tal do "felizes para sempre".

Confira, abaixo, os verdadeiros e obscuros finais dos contos de fadas e descubra o que a Disney jamais revelou sobre eles:

A Bela Adormecida

1

O conto que inspira a história da Bela Adormecida, contada pela Disney, é conhecido como "Sol, Lua e Talia" e foi escrito por Giambattista Basile. Nessa versão, a garota é estuprada por um rei e dá a luz a dois filhos. Tudo isso acontece enquanto a moça dorme.

Um dos filhos, no entanto, morde o dedo da mãe, o que faz com que o linho saia de seu dedo e ela acorde. Depois que toma consciência da história, a rainha manda matar as crianças da Bela Adormecida e fazer um ensopado deles.

O cozinheiro, no entanto, não consegue seguir a ordem que recebeu e acaba salvando as crianças. Mas, no final, a rainha leva a Bela Adormecida ao castelo e tenta queimá-la na fogueira, mas quem acaba queimada é ela mesma.

Branca de Neve

2

Escrita pelos irmãos Grimm, na versão original da história - escrita em 1812 -, a rainha era a mãe da Branca de Neve. Ela queria comer seus pulmões - e fígado também, de sobremesa -, para provar a sua morte. No final, a "mamãezinha" tem que dançar com um par de sapatos de ferro até morrer...

Cinderella

3

Outra obra dos irmãos Grimm foi Cinderella. Nessa versão, aliás, as irmãs da moça tiveram que cortar pedaços do pé para caber no sapato. Acontece, no entanto, que o sangue entrega o que elas fizeram. No final, as irmãs más perdem a visão por terem seus olhos bicados por aves e Cinderella acaba casando com o príncipe.

A Pequena Sereia

4

Escrito por Christian Andersen, o conto original da Pequena Sereia mostra que caminhar era para Ariel, como "andar sob espadas", uma verdadeira agonia. Mesmo assim, ela dançou para o príncipe, pelo qual estava apaixonada. Quando ele se apaixona por outra, no entanto, a personagem tem a opção de matá-lo ou virar espuma do mar. Como ela não consegue dar cabo à vida do príncipe, se torna espuma e desaparece para sempre.

A Bela e a Fera

5

Chamado originalmente de "O pequeno cabo de vassoura", o conto que inspirou a Bela e a Fera foi escrito por Ludwig Bechstein. Nessa versão, a Fera se torna um "bicho de pelúcia" para a garota, que faz carinho e o beija para dormir. Mas, suas irmãs invejosas a matam afogada. Mais tarde, elas próprias acabam se tornando colunas de pedra.

A Princesa e o Sapo

6

Outra obra dos irmãos Grimm, o conto diz que o sapo engana a princesa para fechar um acordo com ele. O bicho, então, pede mais e mais favores, exigindo, inclusive, dormir na cama da princesa. Ela então arremessa o sapo bruscamente na parede, que se torna um príncipe... ou seja, nada de beijo para ele!

Rapunzel

7

Os irmãos Grimm também foram os responsáveis pela origem de Rapunzel, conto que foi escrito em 1812. Nele, eles contam que o príncipe visitou tantas vezes Rapunzel que ela ficou grávida e suas roupas, apertadas. Ela pariu gêmeos no meio da floresta. Romântico, não?

Thamyris Fernandes
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+