Curiosidades

Por que roubaram 300.000 litros de água na Austrália?

0

Estamos acostumados com roubos a banco, roubos de joias, dinheiro e até celulares. Então, imaginar alguém roubando água pode até parecer estúpido. Mas não é, ainda mais em um lugar que vem passando por uma crise de seca, decorrente das mudanças climáticas. A Austrália está vivenciando uma das piores secas da história do país, e as consequências disso são incalculáveis. Com o calor recorde e os incêndios florestais cada vez maiores, não parece mais tão improvável um roubo de água. Recentemente, ladrões roubaram cerca de 80 mil galões de água de uma fazenda na Austrália.

A polícia local, informou que um fazendeiro, de uma pequena cidade no estado de New South Wales, Evans Plain teve 300 mil litros de água roubados de sua propriedade. O dono da fazenda só percebeu o roubo de dois tanques enormes de armazenamento de água, no dia 15 de dezembro. Mas de acordo com a polícia, o roubo pode ter acontecido em qualquer momento, entre os dias 9 e 15. A hipótese, levantada para a motivação do crime, é a seca que atinge aquela região do país.

Roubos de água

E essa não é a primeira vez, que acontece algo do tipo naquela região. Ultimamente, tem sido cada vez mais comum ver ladrões mirando em instalações de armazenamento de água, tendo em vista a situação crítica da seca. Isso porque as mudanças climáticas continuam a devastar o país, desde o começo do verão.

Não muito tempo atrás, outro caso parecido ocorreu, na cidade de Murwillumbah. Ladrões levaram cerca de 6.600 galões de água, o equivalente a 25 mil litros de outra propriedade privada. De acordo com a polícia, essa quantidade de água seria o suficiente, para encher até sete caminhões de bombeiros.

E tudo isso parece fazer parte de uma distopia de ficção científica, onde as pessoas entram em guerra por água para sobreviver. Se isso te lembra Mad Max, não é por acaso.

Seca no país

A Austrália vem passando por tempos drásticos de calor extremo. Os termômetros têm marcado temperaturas máximas, de até 40°C no últimos meses.

“Estamos esmagando os extremos efetivamente em um alto grau, em relação aos outros casos, porque é assim que as temperaturas na Austrália aqueceram”, explica o especialista em clima, David Karoly. “As mudanças climáticas contribuíram entre 1 ° C e 1,5 ° C, além da variabilidade natural”.

E não é apenas o calor que tem causado todo esse caos. O país também está tentando controlar os grandes incêndios florestais, que assolam todo o território australiano. Alguns desses incêndios podem até ser os maiores incêndios florestais da história moderna. Um exemplo disso foi o incêndio em Gospers Mountain, próximo a Sidney, que queimou cerca de 7,4 milhões de acres, nos últimos dois meses, e cobriu a cidade inteira de fumaça.

Nessa temporada de seca e calor, pelo menos nove pessoas morreram nesses incêndios. Ao mesmo tempo em que tudo isso está acontecendo, o primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison, parece estar ausente em ações para lidar com a crise climática urgente. E enquanto isso, situações como essas, dos roubos de água, continuam a acontecer por lá.

7 artistas que morreram durante apresentações

Matéria anterior

6 bares mais bizarros ao redor do mundo

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos